Desafiando a morte: turistas brincam com polvo letal na Austrália sem saber

Desafiando a morte: turistas brincam com polvo letal na Austrália sem saber

Último Vídeo

Todo mundo sabe que a Austrália serve de lar para uma porção de animais potencialmente letais – portanto, quem se aventura por lá deve andar com bastante cuidado e evitar se aproximar ou manipular bichos, ainda que eles pareçam inofensivos! Pois, de acordo com o pessoal do site Oddity Central, uma dupla de mochileiros britânicos resolveu ignorar essa orientação e acabou colocando a própria vida em sério risco.

Isso porque, durante uma pescaria, os turistas – Ross Saunders e Johnpaul Lennon – se depararam com um polvo bonitinho, colorido e aparentemente dócil, e acharam que seria uma boa ideia brincar um pouco com a criatura, pegando-a nas mãos e deixando que ela se movesse por seus braços. Confira no vídeo a seguir:

Desafiando a morte

Se você é leitor assíduo aqui do Mega Curioso, pode ser que tenha reconhecido o polvinho do clipe acima e identificado o molusco como uma das criaturas mais letais do planeta – um animal que, apesar de pequeno, produz uma poderosa toxina capaz de matar um humano adulto em dolorosos minutos. Estamos falando do polvo-de-anéis-azuis, que pertence ao gênero Hapalochlaena e que conta com bactérias nas mucosas que produzem a tetrodotoxina, uma substância mil vezes mais potente do que o cianeto e que age sobre as células nervosas, bloqueando a ação dos nervos.

E você notou no vídeo que os anéis azuis ficam visíveis enquanto os mochileiros manipulam o polvinho? Isso ocorre justamente quando o molusco se sente ameaçado e pode atacar, o que significa que a dupla de turistas realmente desafiou a morte sem saber. Como esses animais são pequeninos e, portanto, possuem bocas de pequenas dimensões, muitas vezes as vítimas nem sequer percebem que foram mordidas. O problema é que os polvos-de-anéis-azuis podem injetar uma quantidade de veneno suficiente para matar uma criatura de até 1,2 toneladas – ou mais de 1 dezena de humanos adultos (e corpulentos)!

(Fonte: Oddity Central / Facebook / Ross Saunders / Reprodução)

Segundo os especialistas, os primeiros sintomas incluem o adormecimento dos lábios e da língua, seguidos pela paralisia muscular, incluindo a dos envolvidos na respiração, e perda de consciência. Tudo isso ocorre em apenas alguns minutos e não existe um antídoto para a tetrodotoxina. Sendo assim, se a vítima não receber respiração mecânica, a morte não demora em chegar. O vídeo ao qual você assistiu foi postado por um dos mochileiros – Ross Saunders – no Facebook e, conforme você pode imaginar, além de viralizar, foi alvo de muitas críticas. Então, fica a dica: nunca, jamais, manipule criaturas que você não conhece.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.