Garota de 14 anos resolve um velho problema de todos os carros

Garota de 14 anos resolve um velho problema de todos os carros

Último Vídeo

Você se acha inteligente? Se a resposta foi sim, prepare-se para sentir-se um pouco frustrado depois de conhecer Alaina Gassler, uma menina de 14 anos que resolveu um problema que todo motorista sabia que existia, mas que continuava sem solução desde que os carros foram inventados.

Alaina Gassler
(Fonte: SocietyforScience / Reprodução)

Quem dirige sabe que algo que atrapalha muito a vida do motorista são os pontos cegos que todos os carros possuem. Por mais que a engenharia automotiva tenha evoluído, nossos carros ainda vêm com um pilar que serve para sustentar o para-brisas, mas que dificulta a visão do que está do outro lado, principalmente quando você está mudando de faixa em uma via com diversas pistas. Certamente, se já houvesse uma solução para esse problema, muitos acidentes teriam sido evitados. 

invenção para melhorar a segurança do motorista
(Fonte: SocietyforScience / Reprodução)

O fim do ponto cego

Foi uma solução para esse problema que a jovem e genial americana encontrou. O projeto foi chamado de “Melhorando a segurança do automóvel removendo os pontos cegos” (“Improving Automobile Safety by Removing Blind Spots”, em inglês). Nele, Alaina instalou uma microcâmera no lado externo do pilar do para-brisas e criou um sistema de projeção dessas imagens dentro do veículo. Assim, o motorista enxerga exatamente o que está passando pelo pilar naquele momento. Para que tudo ficasse perfeitamente alinhado, ela criou um modelo 3D, o que fez com que o pilar ficasse praticamente “invisível”. Veja como funciona no vídeo abaixo:

Gessler apresentou o projeto em uma feira de ciências e ganhou o prêmio máximo do evento, o que garantiu US$ 25 mil para ela, cerca de R$ 103 mil.

menina recebendo prêmio
(Fonte: SocietyforScience / Reprodução)

O projeto, como toda obra de gênio, é baseado na simplicidade. Hoje em dia, é tão comum termos carros equipados com câmeras de ré que é incrível que ninguém ainda tivesse pensado em uma solução parecida.

Obviamente, o experimento de Alaina ainda tem um longo caminho até se tornar comercial, mas como a indústria automobilística está sempre renovando os itens de segurança veicular, é provável que em breve a gente nem saiba como dirigiu tanto tempo sem ter um carro livre de pontos cegos. Ah, vale lembrar que Gessler ainda não tem idade para dirigir, mas um gênio não precisa sofrer com um problema para saber que ele existe! 
 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.