Mulher com vitiligo reconstrói a autoestima treinando na academia

Mulher com vitiligo reconstrói a autoestima treinando na academia

Último Vídeo

A bodybuilder Antonia Livers começou a ganhar recentemente uma legião de fãs ao postar sobre autoaceitação nas redes sociais. O motivo é o vitiligo da mulher, condição que progrediu até formar diversas manchas em sua pele. Aos 14 anos, Antonia percebeu as primeiras manchinhas e, desde então, o caminho para reencontrar sua autoestima foi longo.

Foi apenas anos depois que a academia surgiu como uma oportunidade de voltar a amar o seu corpo. Desde então, ela começou a usar as redes sociais para promover o amor-próprio e ajudar outras mulheres que também sofrem com vitiligo.

Uma história de superação

O vitiligo é uma condição de pele caracterizada pela falta de melanina. Dessa forma, manchas brancas começam a surgir em determinadas regiões. A doença pode se concentrar em apenas um local ou progredir conforme a pessoa cresce – o que foi o caso de Antonia.

A mulher percebeu as primeiras manchas em suas pálpebras quando tinha apenas 14 anos. Então, ela foi diagnosticada com essa condição e os pontos com deficiência de melanina começaram a aparecer por todo o seu corpo. Nas redes sociais, a mulher fala sobre como sofreu e queria esconder seu corpo de todas as pessoas ao seu redor.

Ainda adolescente, ela começou a frequentar academias e descobriu na musculação um ótimo caminho para aceitar seu corpo como é. A paixão pelo universo fitness e a academia a ensinou que um corpo saudável pode vir em diversas cores e formas. Com a nova confiança, ela aceitou seu status de bodybuilder e se tornou porta-vozes para mulheres que sofrem com vitiligo nas redes sociais.

Atualmente, além de continuar investindo na construção de seu corpo, Antonia é também uma treinadora fitness e modelo. Sua página no Instagram já reúne mais de 35 mil seguidores fieis.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.