Seja o primeiro a compartilhar

Por que alguns cães roncam como se não conseguissem respirar?

Cachorros são criaturas realmente adoráveis e todas suas ações são interpretadas como um ato de fofura por nós, até mesmo espirros ou roncos exagerados. Porém, alguns excessos podem gerar muita preocupação, principalmente quando achamos que nossos animais de estimação não estão respirando direito.

Essa condição pode ser chamada de "espirro reverso", que é quando o seu cão está sugando o ar com força e rapidez pelo nariz, como se estivesse lutando para respirar. Esse tipo de ação pode ser observada em todos os tipos de cães, mas é mais comum em cachorros pequenos ou raças com focinho achatado. Saiba mais sobre o que acontece durante esses episódios!

O espirro reverso em cães

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

O espirro reverso é um acontecimento tão comum que dificilmente algum dono de cachorro nunca tenha presenciado algo do tipo. Na maioria dos casos, acredita-se que essa condição seja gerada por alguma irritação ou inflamação nas passagens nasais, faríngeas ou sinusais do animal.

Essa também pode ser uma maneira do seu cachorro simplesmente tentar se livrar de algo que está incomodando sua respiração, como partículas de poeira ou outros alérgenos que tomaram conta de suas vias aéreas superiores. Em outros casos, é possível que o cão tenha ficado tão entusiasmado com algo que ficou ofegante.

Essa condição é caracterizada por inalações súbitas, rápidas e repetidas pelo nariz, o que cria um som de ronco alto ou até mesmo de engasgo. Muitos donos acabam ficando desesperados quando isso acontece. Porém, na maioria das situações, esse "fenômeno" não é visto como alarmante ou prejudicial para cães sem condições subjacentes — como doenças cardíacas.

Limpando as vias nasais

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Quando um cão é acometido por um espirro reverso, é bastante comum que ele passe as próximas horas espirrando com certa frequência. Como forma de lidar com essa ocasião, alguns especialistas recomendam que os donos mantenham as narinas do animal fechadas por um segundo e depois massageiem sua garganta levemente para acalmá-lo. 

Essa ação deve fazer com que o cachorro engula a saliva algumas vezes, o que geralmente ajuda a interromper os espasmos do espirro reverso. Também é recomendado que o cão seja colocado em uma área fresca ou ao ar livre, onde terá mais liberdade para se acalmar e respirar com calma.

Na grande totalidade dos casos, os cachorros que sofreram um espirro reverso não precisam de qualquer tipo de medicação. No entanto, caso o problema seja muito recorrente e pareça grave, alguns veterinários podem prescrever um anti-histamínico para que o pet pare de ter alergias e lide com algum tipo de problema crônico.

Por fim, outra dica seria fazer uma avaliação do ambiente em que o seu cão está inserido para buscar as causas desses eventos. Perfumes, limpadores de tapetes ou excesso de poeira são algumas das substâncias que provocam os espirros crônicos com mais frequência. Fora isso, não há motivos para entrar em pânico!

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.