Confira outros 5 dos maiores impérios que já existiram na História
204
Compartilhamentos

Confira outros 5 dos maiores impérios que já existiram na História

Último Vídeo

Talvez você se recorde de uma matéria que postamos aqui no Mega Curioso a respeito de alguns dos maiores impérios que já existiram— você pode acessá-la através deste link —, na qual falamos um pouquinho sobre a Antiga Macedônia, o Império Otomano, o Mongol, o Arquemênida e sobre o Califado Omíada.

Pois, conforme explicamos no artigo anterior, foram vários os grandes impérios que deixaram suas marcas ao longo da História. Assim, dando continuidade ao tema, selecionamos outros cinco — e um bônus ao final! — para você conferir. Veja a seguir:

1 – Império Português

É impossível falar do Império Português sem mencionar que ele comandava uma das frotas marítimas mais poderosas que o mundo já viu. Com suas armas, superioridade naval e incrível habilidade de rapidamente estabelecer portos para o comércio de açúcar, ouro e escravos, o império ainda contava com o efetivo necessário para dominar povos e conquistar novos territórios.

Considerado como o primeiro império global da História — ocupando os quatro continentes em seu apogeu —, assim como mais longo dos impérios coloniais europeus modernos, seu reinado prevaleceu por quase seis séculos. O Império Português teve início com a conquista de Ceuta, no norte da África, no ano de 1415, e a expansão continuou conforme os portugueses foram conquistando partes do continente africano, da Índia, Ásia e, finalmente, as Américas.

Sua dissolução começou depois da Segunda Guerra Mundial, quando se deu início ao processo de descolonização em várias partes do mundo, e diversos países europeus começaram a reconhecer a independência de suas colônias.

No entanto, o Império Português só viu seu fim oficialmente depois de ceder à pressão internacional e sofrer com a tensão econômica provocada em decorrência das guerras — e de reconhecer a independência de Macau, que só foi “devolvida” à China em 1999, e de conceder a soberania a Timor-Leste em 2002. O Brasil foi, sem dúvida, sua colônia mais valiosa e, como você sabe, conquistou sua independência em 1822.

2 – Império Espanhol

Cobrindo uma área de mais de 19 milhões de quilômetros quadrados — ou o equivalente a mais de 13% de toda a área continental do planeta —, o Império Espanhol “nasceu” em 1492 com as viagens de Cristóvão Colombo, e durou até 1975, quando finalmente concedeu às suas últimas colônias na América e na África sua independência.

O Império Espanhol foi, juntamente com o Português, um dos primeiros impérios globais da História, e se manteve como uma das potências econômicas e políticas mais importantes do mundo durante séculos. No ápice de sua existência, chegou a dominar territórios e estabelecer colônias na Europa, África, Ásia, Oceania e nas Américas, mas começou a perder força quando os franceses e os britânicos entraram na competição pela dominação mundial.

Suas maiores contribuições — ou não, dependendo do seu ponto de vista — foram a “descoberta” do Novo Mundo e a disseminação do cristianismo, fatores que alteraram dramaticamente a dinâmica geopolítica mundial e estabeleceram a base para a ascensão da civilização ocidental moderna.

3 – Império Russo

A Rússia foi a última monarquia absoluta na Europa, e antes da Primeira Guerra Mundial, ela era uma das cinco grandes potências do continente. Contando com uma população de mais de 175 milhões de pessoas em 1913 — ou o equivalente a quase 10% da população mundial na época —, o Império Russo cobria se espalhava por mais de 20 milhões de quilômetros quadrados, correspondendo a mais de 15% da área continental da Terra.

O Império Russo foi fundado em 1721, quando sucedeu ao Czarado da Rússia, e foi o segundo maior império contiguo do mundo — vindo apenas após o Império Mongol —, ocupando territórios do leste europeu, passando pela Ásia e norte da América. Seu colapso ocorreu em decorrência da Revolução Russa, em 1917, dando origem à União Soviética em 1922 que, por sua vez, foi dissolvida em 1991.

4 – Império Britânico

Estabelecido entre o século 16 e o início do século 18, em seu apogeu, o Império Britânico chegou a cobrir quase 34 milhões de quilômetros quadrados — ou o equivalente a quase um quarto de toda a área continental da Terra — e, em 1938, englobava mais de 20% da população mundial (ou mais de 500 milhões de pessoas).

Aliás, graças ao seu enorme domínio, que se espalhava de leste a oeste e de norte a sul do planeta — incluindo a Antártida —, dizia-se que o sol jamais se punha no Império Britânico, já que o astro sempre estava brilhando em ao menos um de seus muitos territórios. O império teve início através do estabelecimento de colônias e pontos de comércio em várias partes do mundo e, a partir daí, passou a controlar protetorados, domínios e mandatos.

O início do fim veio após a Primeira Guerra Mundial, devido ao estresse econômico provocado pelo conflito, e a dissolução final aconteceu com a ocupação japonesa de seus territórios durante a Segunda Guerra Mundial, e com a “perda” da Índia em 1947. Os britânicos ainda mantém o domínio de alguns territórios, como Gibraltar, e ilhas, como as Maldivas, por exemplo, mas, atualmente, o sol definitivamente se põe no Império.

5 – Império Colonial Francês

Com mais de 12 milhões de quilômetros quadrados de extensão, em seu apogeu o Império Colonial Francês chegou a ocupar territórios e estabelecer colônias na África, nas Américas, na Oceania e na Ásia, e durante os séculos 19 e 20, ele foi o segundo maior império do planeta, vindo apenas depois do Britânico.

O Império Francês perdurou de 1534 a 1980, e sua queda ocorreu da mesma forma como ocorreu com outros tantos impérios, ou seja, depois da perda de territórios para outras nações emergentes — neste caso, especialmente para os britânicos —, e pela pressão econômica resultante da participação nas duas grandes guerras mundiais.

Ainda assim, os franceses continuaram mantendo o controle de algumas partes de seu território — e continuam até hoje —, mas, basicamente, a dissolução do “Império” veio mesmo depois da concessão da independência da Argélia em 1962, e de Vanuatu em 1980. Sua influência fez com que o idioma francês se tornasse um dos mais falados no mundo durante um período, além de levar sua arquitetura, cozinha e cultura aos quatro cantos do planeta.

Bônus

Império Romano

Não foram poucas as matérias que nós aqui do Mega Curioso postamos a respeito do Império Romano. No entanto, atendendo às sugestões que os nossos leitores fizeram no artigo anterior, decidimos incluir uma breve descrição sobre o poder e legado desse inigualável império.

Nenhum império que existiu ao longo da História foi tão estudado e pesquisado quanto o Império Romano. Dominando o Mediterrâneo e boa parte da Europa, ele foi estabelecido em 27 a.C. e durou até nada menos do que o ano 1453, ou seja, ele existiu por quase 1,5 mil anos! Sua fundação ocorreu quando, após um período de grande instabilidade, os senadores concederam a Otaviano o título de Augusto — pondo fim à República Romana.

O Império Romano dominava o Mediterrâneo e boa parte da Europa, e um dos fatores que contribuíram para seu sucesso foi uma determinação introduzida pelo Imperador Diocleciano, que apontou “co-imperadores” com os quais compartilhar a autoridade e o estresse de levar adiante a enorme expansão de seu território. Essa determinação, aliás, serviu de base para a fundação dos impérios do Oriente e do Ocidente.

O Império Romano começou a se fragmentar no século 5 com o colapso do Império do Ocidente, quando Rômulo Augusto foi deposto pelos germânicos. O Império do Oriente — mais conhecido como Império Bizantino — continuou prosperando até meados do século 14, mas começou a perder seu domínio progressivamente de seu território, e finalmente desapareceu com a morte de Constantino, o último imperador bizantino.

A queda culminou quando os otomanos conquistaram Constantinopla sob o comando do Sultão Mehmed II. Mas, evidentemente, quando isso aconteceu, o império já se encontrava em declínio há muito tempo, e nem sequer era mais controlado a partir de Roma.

Curiosamente, o Império Romano não foi o maior nem o mais longo da História. No entanto, seu profundo impacto na cultura ocidental é inquestionável, especialmente no que se refere à literatura, engenharia, medicina, arquitetura, desenvolvimento de línguas, artes etc. Seu legado é tão importante que é simplesmente impossível imaginar como o nosso mundo seria se ele não tivesse sido “moldado” pelos romanos durante tantos séculos de domínio.

*Publicado originalmente em 28/04/2015.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.