Pesquisadores descobrem que choques elétricos substituem o uso do café
1.044
Compartilhamentos

Pesquisadores descobrem que choques elétricos substituem o uso do café

Último Vídeo

Há dois dias nós falamos a respeito dos alimentos consumidos por soldados de todo o mundo, você lembra? Alguns kits continham sachês de café instantâneo e, se você também é do tipo que não vive sem um cafezinho pela manhã e depois do almoço, o item parece mesmo indispensável.

Conhecido por suas propriedades estimulantes e energéticas, a bebida preferida de muita gente pode ser substituída por choques elétricos, sabia? Parece estranho, mas é verdade. A Força Aérea dos EUA é a responsável por pesquisas totalmente pioneiras nesse sentido. A ideia é justamente encontrar um substituto para o café de cada dia.

Testes e comparações

Fonte da imagem: Reprodução/Rawstory

Para isso, alguns testes foram realizados em indivíduos divididos em três grupos: os que tomavam café, os que levavam choque e os que nem tomavam a bebida nem eram alvos de correntes elétricas. Os voluntários que se submeteram aos testes são totalmente saudáveis, e os estímulos elétricos são os mesmos utilizados em alguns casos de pacientes com depressão, por exemplo. Não é nada cruel, como você está acostumado a ver nos filmes. Os choques são considerados muito leves.

Os voluntários passaram 30 horas sem dormir e o que os pesquisadores perceberam foi que os sujeitos que receberam os estímulos elétricos tiveram um rendimento duas vezes melhor do que aqueles que não receberam nada – os que tomaram café tiveram o desempenho despencado ao final das 30 horas.

Substituto?

Fonte da imagem: Reprodução/Hdwpapers

Em outro estudo, publicado ano passado, voluntários foram testados de outras formas: dessa vez os pesquisadores queriam saber a velocidade com a qual os participantes conseguiriam encontrar determinados sinais escondidos em diferentes cenários. Os sujeitos que receberam choques elétricos se mostraram mais ágeis na hora de realizar as tarefas.

Lindsey McIntire, uma das pesquisadoras envolvidas com esses estudos, explicou que os choques elétricos não têm os mesmos efeitos colaterais do café, como a agitação e o nervosismo.

Os voluntários descreveram os choques como “um leve formigamento” ou, ainda, “uma sensação de queimadura”. Assim como quando usado para fins psiquiátricos, esses tipos de descargas elétricas não são recomendados por longos períodos e, no caso da substituição do café, apesar das evidências, nada está 100% comprovado. O uso, por enquanto, é voltado exclusivamente à classe militar. E aí, o que você acha dessa novidade? Num futuro – talvez mais próximo do que se imagina –, você trocaria sua xícara de café por um choquezinho?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.