A família Kennedy e sua 'maldição'

A família Kennedy e sua 'maldição'

Último Vídeo

No dia 25 de julho de 1969, o senador Ted Kennedy se questionou em alto e bom tom se sua família era "amaldiçoada". Considerado membro da "monarquia política da História dos Estados Unidos", o ex-senador queria saber o motivo de existir um padrão de mortes, assassinatos e outros desastres tão infames e catastróficos em sua família, algo muito diferente do que acontece na vida de muitos ao redor do mundo.

Em resposta a isso, alguns familiares alegaram que não havia nada de errado a respeito deles, a diferença é que estavam sob os holofotes e isso maximizava todos os acontecimentos. No entanto, a fala revoltada de Ted Kennedy logo depois de sofrer um acidente que causou a horrível morte de Mary Jo Kopechne ergueu uma espécie de teoria da conspiração por meio da mídia.

1941: a Kennedy esquecida

(Fonte: Pinterest/Reprodução)(Fonte: Pinterest/Reprodução)

Nascida em 13 de setembro de 1918, Rosemary Kennedy era a filha mais velha nascida de Joseph P. Kennedy e irmã do futuro presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy. A trágica e oculta história de Rosemary começou quando ela ainda era um bebê. A obstetra que deveria fazer o parto de sua mãe estava atrasada, então a enfermeira, inexperiente, manteve a cabeça de Rosemary no lugar do canal do parto por quase 2 horas. Isso causou um acidente uterino que resultou na falta de oxigenação cerebral.

Mais tarde, Rosemary passou a sofrer de deficiências intelectuais, convulsões e dificuldades na fala. O pai se envergonhava dela e temia o impacto que seu “problema” poderia causar a uma família que era a "realeza" norte-americana, por isso a submeteu à lobotomia em 1941. A moça nunca mais conseguiu andar ou falar após o procedimento e morreu à míngua, longe de tudo e de todos.

1944: o herói de guerra

(Fonte: Historic Collection/Reprodução)(Fonte: Historic Collection/Reprodução)

O filho mais velho da família, Joseph Kennedy Junior foi preparado pelo pai para se tornar o próximo grande nome da política. Contudo, ele abandonou a faculdade de Direito para ingressar na Marinha em junho de 1941 (ascensão da Segunda Guerra Mundial).

O plano era que ele voltasse em 3 anos após completar suas 35 missões de sucesso. Porém, ele decidiu realizar uma missão experimental chamada Operação Afrodite, em que ele jogaria o seu avião com 9 mil quilos de explosivos em um alvo alemão antes de ejetar. O avião explodiu com ele no ar antes do momento.

1948: morte no ar

(Fonte: Gramho/Reprodução)(Fonte: Gramho/Reprodução)

Kathleen Kennedy Cavendish foi a única mulher entre os 9 filhos de Rose e Joe Kennedy que não galgou o predestinado caminho político. Aos 24 anos, ela se casou com o major britânico Billy Cavendish, mas ele morreu em combate.

Alguns anos depois, ela conheceu Earl Fitzwilliam, que na época estava se divorciando. No dia 13 de maio de 1948, ambos viajavam para a Riviera Francesa em um avião particular quando aconteceu uma falha mecânica e a aeronave caiu. O acidente foi fatal.

1963: o assassinato histórico

(Fonte: IPS Agência de Notícias/Reprodução)(Fonte: IPS Agência de Notícias/Reprodução)

Na sexta-feira do dia 22 de novembro de 1963, às 12h30, o 35º presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy, foi assassinado em Dallas por um disparo fatal durante um evento político enquanto desfilava em um conversível de capota aberta. Além disso, ele tinha acabado de perder um filho.

1964: desastre aéreo

(Fonte: PBS/Reprodução)(Fonte: PBS/Reprodução)

Em 19 de junho de 1964, caiu o avião onde viajava o senador Ted Kennedy (então com 32 anos), o seu assessor legislativo, um colega senador, a sua esposa e o piloto. Kennedy sobreviveu depois de 5 meses em estado grave, mas seu assessor e o piloto morreram.

1968: o segundo atentado

(Fonte: Pinterest/Reprodução)(Fonte: Pinterest/Reprodução)

No dia 5 de junho de 1968, o palestino Sirhan Bishara Sirhan assassinou com três tiros Robert Kennedy (irmão de John F. Kennedy) no hall do Hotel Ambassador, em Los Angeles, durante a sua campanha para eleição presidencial. O assassino alegou que cometeu o crime porque Kennedy apoiava Israel. Atualmente, ele ainda cumpri a pena, que foi de prisão perpétua.

1984: cedo demais

(Fonte: Gone too Soon/Reprodução)(Fonte: Gone too Soon/Reprodução)

Aos 12 anos de idade, David Kennedy, filho do falecido Robert Kennedy, quase se afogou em Malibu, mas foi salvo pelo pai. Enquanto assistia à televisão, David foi o primeiro da família a receber a notícia de que o pai tinha sido assassinado.

A partir daquele momento, o jovem introvertido e sensível sucumbiu à depressão. No início de sua adolescência, acabou se tornando viciado em heroína e álcool. No dia 25 de abril de 1985, ele morreu sozinho em um quarto de hotel em Palm Beach, na Flórida, após uma overdose de cocaína, Demerol e Mellaril. Ele tinha somente 28 anos.

1997: tragédia no gelo

(Fonte: Pinterest/Reprodução)(Fonte: Pinterest/Reprodução)

Na véspera de Ano Novo de 1997, Michael Kennedy, o sexto filho de Robert Kennedy, morreu em um acidente de esqui no Colorado aos 39 anos. Ele jogava futebol americano em esquis com seus amigos quando colidiu com uma árvore. Ele não estava usando capacete ou qualquer tipo de equipamento de segurança no momento.

1999: no fundo do mar

(Fonte: Radar Online/Reprodução)(Fonte: Radar Online/Reprodução)

No dia 16 de julho de 1999, o advogado John F. Kennedy Junior embarcou para um casamento de família com a sua esposa, Carolyn Bessette, e sua cunhada Lauren em um avião ultraleve com destino a Martha’s Vineyard (Massachusetts, EUA).

Ele conduzia a aeronave quando caíram em algum lugar no Atlântico. De acordo com o Conselho Nacional de Segurança em Transportes, a causa do acidente foi a falha do piloto em manter o controle do avião durante uma descida sobre as águas à noite, resultado de desorientação espacial. A neblina e a noite muito escura também foram fatores determinantes. Os três morreram.

2019: a neta querida

(Fonte: Refinery29/Reprodução)(Fonte: Refinery29/Reprodução)

No dia 1º de agosto de 2019, Saoirse Kennedy Hill morreu aos 22 anos após uma parada cardíaca em decorrência de uma overdose de drogas. A neta de Robert F. Kennedy morava com a avó Ethel Kennedy no complexo da família, em Hyannis Port (Massachusetts).

Entre abortos, acusações de estupro, conspirações e ligações políticas, o legado da dinastia Kennedy também está associado a uma cadeia de eventos catastróficos, que os persegue como uma sombra.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.