Canibal de Oklahoma atraia vítimas para castrá-las

Canibal de Oklahoma atraia vítimas para castrá-las

Último Vídeo

No inicio de outubro, uma história chocou os habitantes de Oklahoma, nos Estados Unidos. Bob Lee Allen, de 53 anos, e seu assistente Thomas Evan Gates, de 42 anos, foram acusados de realizar uma série de cirurgias sem licenciamento, mutilação e agressão aos pacientes.

De acordo com os relatos de uma vítima de 28 anos de idade para a polícia, Allen — que disse ser um canibal —  e Gates removeram cirurgicamente seus testículos em uma cabana afastada da cidade, onde armazenavam partes do corpo humanos em um freezer.

Procedimento consentido

(Fonte: Pixabay)
(Fonte: Pixabay)

Conforme reportado pelo The Independent, as autoridades locais foram levadas à cabana para maiores investigações. No local, os policiais encontraram equipamentos médicos, toalhas e papéis ensanguentados, remédios analgésicos e um par de testículos congelados em uma sacola.

Apesar da cena brutal, o procedimento não ocorreu de forma involuntária. A vítima teria procurado por serviços de castração irregulares online, e terminou por contratar Bob Lee Allen para realizar a operação. 

Em uma conversa informal pelo Skype, Allen então teria dito que possuía 15 anos de experiência com cirurgias similares e estaria disposto a operá-lo de maneira gratuita com uma única condição: que pudesse documentar todo o procedimento para “uso pessoal”.

Então, cliente e “médico” se encontraram no aeroporto de Dallas no dia 11 de outubro, quando pegaram a estrada para o local onde ocorreria a cirurgia, nos arredores de Oklahoma. 

Prendendo o canibal

(Fonte: LeFlore County Sheriff Office)
(Fonte: LeFlore County Sheriff Office)

Segundo o depoimento da vítima para os investigadores, após administrar uma boa dose de analgésicos para o paciente, Allen teria “começado a rir e dizer que era um canibal”. O cirurgião também disse que, caso o rapaz falecesse na mesa de cirurgia durante a castração, seu corpo seria despejado na floresta como em outras vezes — dando a entender que essa era uma prática recorrente.

Um dia depois da tragédia e de ter chegado no hospital com a virilha ensanguentada, o rapaz castrado então informou a polícia o endereço da cabana onde tudo acontecia. Além das provas encontradas no dia 15 de outubro, as autoridades também acharam alguns pendrives com informações sobre o caso.

Não demorou muito para que conseguissem prender Allen e Gates. De maneira involuntária, os homens apareceram no hospital onde a vítima estava sendo tratada, onde foram capturados e denunciados por uma série de crimes.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.