1 – As cardiopatias são as principais causas de morte entre as mulheres;

2 – Só no ano de 2012, uma em cada três mortes no mundo foram provocadas por doenças cardiovasculares;

3 – Pessoas que trabalham 11 horas ou mais ao dia têm 67% mais chances de ter um ataque cardíaco do que indivíduos que trabalham até 8 horas diárias;

(Pixabay/wagnercvilela)

4 – Ter orgasmos ao menos três vezes por semana pode reduzir pela metade o risco do surgimento de doenças coronarianas;

5 – Estudos recentes apontaram que o uso de multivitamínicos pode aumentar o risco de desenvolvimento de cânceres e cardiopatias;

6 – Estima-se que um terço dos primeiros ataques cardíacos sofridos seja fatal — e outro um terço resulte em lesões permanentes ao coração;

(Pixabay/PublicDomainPictures)

7 – Surpreendentemente, o consumo de ketchup é mais eficaz na prevenção de doenças cardíacas do que o de tomates frescos;

8 – Um estudo apontou que os vegetarianos são 19% menos propensos a morrer em decorrência de cardiopatias do que os “carnívoros”;

9 – A solidão pode ser tão prejudicial para o coração quanto o tabagismo, já que ela pode levar ao aumento de uma proteína associada à formação de coágulos, elevando, assim, o risco de ataques cardíacos e derrames;

(Pixabay/Alexas_Fotos)

10 – Apesar de os ataques cardíacos durante a prática do sexo serem raros, em 75% dos casos registrados, eles ocorreram em homens que estavam traindo suas esposas;

11 – O consumo diário de chocolate meio amargo pode reduzir o risco do surgimento de doenças cardíacas em um terço;

12 – O risco de que um tabagista sofra um ataque cardíaco é entre 200 e 400% mais alto do que para pessoas que não fumam.