4 lições para aprender com quem não está nem aí com o que os outros pensam
324
Compartilhamentos

4 lições para aprender com quem não está nem aí com o que os outros pensam

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Quem nunca ficou chateado depois de ouvir uma crítica injusta ou comentário desagradável de alguém? E você percebeu que existem algumas pessoas que parecem não se abalar com nada nem com o que os outros possam pensar a respeito delas? Pois, de acordo com Susie Moore, do site Greatist, isso se deve a algumas atitudes que todos nós podemos aprender e aplicar no dia a dia para evitar que opiniões pelas quais não vale a pena sofrer nos afetem. Confira:

1 – Não leve para o lado pessoal

Eis uma coisa bem difícil de conquistar, mas muito importante de trabalhar: não levar as coisas para o lado pessoal. Isso porque, de acordo com Susie, nada do que as outras pessoas dizem ou fazem tem a ver conosco, mas sim com elas mesmas.

Garoto nem aí(Giphy 1)

Sabe quando alguém é especialmente desagradável ou grosseiro com você? A ideia aqui é não pensar que isso tem a ver com você especificamente, mas que o comportamento reflete como essa pessoa está se sentindo nesse momento — isto é, provavelmente mal por alguma coisa que pode não ter relação nenhuma com você. Então, simplesmente releve e não dê importância. É difícil, nós sabemos! Entretanto, você vai ver como vai se sentir muito melhor depois que aprender a dominar a arte de não levar nada para o lado pessoal.

2 – Foque na sua própria vida e não na dos outros

De acordo com Susie, você dificilmente vai se preocupar com a opinião dos outros se parar de ficar seguindo cada passo ou comentário que esta ou aquela pessoa — ou todo mundo — posta nas redes sociais. Tudo bem que para muitos de nós o Facebook e o Instragram estão entre as formas que temos para manter contato com quem está longe, mas não vire escrevo dessas ferramentas.

Menino nem aí(Giphy 2)

Existem diversos estudos que apontam que pessoas que passam tempo demais acompanhando o que os outros fazem pelas redes sociais são mais propensas a desenvolver depressão e se sentir mal com as próprias vidas — embora todo mundo saiba que a vida de ninguém é tão perfeita como muitas vezes aparenta. Sendo assim, desconecte, pare de seguir quem te faz mal, saiba filtrar o que você vê e lê por aí e foque no que realmente importa: a sua própria vida.

3 – Não gaste energia com o que não vale a pena

Você é do tipo que fica esmiuçando, analisando e dando voltas em discussões que teve ou coisas que ficou sabendo para tentar descobrir se existe algum significado oculto nas entrelinhas? Pare de gastar energia com isso! Aliás, você já parou para pensar em quão obsessivo esse tipo de comportamento soa?

Mulher neurótica(Giphy 3)

Segundo Susie, ficar tentando decodificar o que alguém disse, além de ser algo comum de pessoas neuróticas — e você não quer ser visto como neurótico, certo? —, só vai consumir a sua energia. Afinal, você não deveria estar esquentando a cabeça com possíveis significados ocultos em algo que você ouviu, mas sim investindo sua energia em coisas que vão te fazer bem.

4 – Abstraia

Sabe quando você está em companhia de gente que não faz outra coisa além de reclamar — da vida, de outras pessoas, do trabalho etc.? Pode parecer irresistível não entrar na onda e se deixar levar, mas, você já parou para pensar em como esse tipo de coisa nos deixa para baixo depois? Pois quem não está nem aí com o que os outros pensam raramente se envolve nesse tipo de coisa. E como elas fazem para fugir de situações assim?

Não tô ouvindo!(Giphy 4)

Elas são mestres em escapar de fininho dessas conversas, seja arranjando uma desculpa qualquer para sair da roda ou direcionando o assunto para outro foco. O mesmo serve quando as discussões acontecem através de redes sociais ou grupos que você tenha no celular. Abstraia, não se deixe envolver pela negatividade dos outros e não dê brecha para que possíveis reclamações atinjam você.

Segundo Susie, é natural buscar a aprovação dos demais — seja dos nossos familiares, amigos ou colegas de trabalho, por exemplo —, mas ficar se preocupando com o que os outros pensam sobre nós e tentar agradar a todos o tempo todo não é saudável.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.