Poluição do ar já causa mais mortes do que tabagismo

Poluição do ar já causa mais mortes do que tabagismo

Último Vídeo

Segundo pesquisa conduzida pelo Instituto de Química Max Planck, recentemente publicada no European Heart Journal, o número anual de mortes prematuras causadas pela poluição do ar é o dobro de estimativas passadas. Estudos anteriores estimaram que esse número seria de 4,5 milhões, no entanto, a nova pesquisa mostrou que a contaminação do ar pode ser responsável por quase 9 milhões de mortes.

"Isso significa que a poluição do ar causa mais mortes extras por ano do que o tabagismo, o qual a Organização Mundial de Saúde estimou ser responsável por mais de 7,2 milhões de mortes em 2015", disse Thomas Münzel, professor do Departamento de Cardiologia no Centro Médico da Universidade de Mainz, na Alemanha, e coautor do estudo. "Fumar é evitável, mas a poluição do ar não é.".

Créditos: Pixabay

O estudo combinou dados sobre os níveis de contaminação do ar em diferentes países, os impactos da poluição na saúde e vários fatores relacionados aos indivíduos estudados, como densidade populacional e idade. Outra conclusão alcançada é de que, embora a poluição do ar atinja primeiro os pulmões, seu impacto na corrente sanguínea sobre doenças cardíacas e derrames é responsável por duas vezes mais mortes do que doenças respiratórias.

Para o professor do Instituto de Química Max Planck e também coautor do estudo, Jos Lelieveld, os dados alertam para a importância de, cada vez mais, optarmos por fontes alternativas de energia, já que a maior parte dos poluentes do ar é proveniente da queima de combustíveis fósseis. “Quando usamos energia limpa e renovável, não estamos apenas cumprindo o Acordo de Paris para mitigar os efeitos da mudança climática mas também podemos reduzir em até 55% as taxas de mortalidade relacionadas à poluição do ar”, ressaltou.

Os números de mortes no continente europeu superam a média global, resultando em cerca de 800 mil óbitos por ano devido à poluição do ar. A densidade populacional elevada e o ar de má qualidade são dos dois principais fatores para a alta taxa de mortalidade.

A grande variação no resultado em relação a pesquisas anteriores se justifica pois havia poucos dados disponíveis sobre o efeito de elevados níveis de poluição do ar na saúde humana, levando a uma subestimativa de mortes. Hoje, existem mais de 40 grandes estudos, incluindo importantes pesquisas na China.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.