Saúde mental: como saber qual é a hora de parar e respirar um pouco?

Após Simone Biles, ginasta vencedora de múltiplas medalhas em Rio 2016 e considerada maior esportista das Olimpíadas de Tóquio 2020, pedir licença das finais individuais da ginástica artística para "cuidar da saúde mental", uma importante discussão sobre cuidados psicológicos e excesso de pressão foi levantada no mundo dos esportes.

Entretanto, esse não é um problema que acomete somente atletas de alto desempenho. Síndrome de burnout, ansiedade e depressão são apenas alguns dos transtornos mentais que podem afetar uma pessoa ao longo de sua vida e merecem a devida preocupação. Por isso, é importante prestar atenção para quando o corpo demonstra estar no seu limite.

Reconhecendo sintomas

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Principalmente em um ambiente competitivo ou no mercado de trabalho, é importante saber diferenciar o estresse agudo grave da cobrança cotidiana. A ansiedade, em níveis moderadas, é uma reação importante do nosso organismo para ativar uma resposta produtiva e também a adrenalina.

Entretanto, quando ultrapassamos uma barreira saudável, podemos ser consumidos pelo desespero e desenvolver um sério problema de saúde. Ataques de pânico e perda de foco pelo excesso de concentração em pensamentos negativos, por exemplo, pode ser um claro sinal de que você está sofrendo com o Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG).

Cada pessoa costuma reagir ao estresse de maneiras diferentes, por isso é importante possuir autoconhecimento e saber quais são sinais o seu corpo está te dando de que precisa de uma pausa. Por isso, quando Biles abdica de um evento importante para se tratar, isso demonstra uma enorme força e sabedoria para não extrapolar os seus próprios limites.

Buscando ajuda

(Fonte: Unsplash)(Fonte: Unsplash)

Por vezes, tirar um dia de descanso pode ser suficiente para que você repouse e consiga reestabelecer seu foco e concentração, mas pode ser possível que você precise de mais tempo. Tudo isso depende de como o seu corpo lida com essas situações e você deve aprender a respeitar esse período.

Práticas como meditação, exercícios de respiração e afastamento momentâneo das redes sociais podem ser ótimas para desligar seu cérebro por um instante para que ele consiga recarregar as baterias. Porém, isso também não significa que você precisa enfrentar toda essa situação sozinho.

Em todas as hipóteses, considere procurar por auxílio médico terapêutico. Buscar tratamento psicológico é a melhor opção para entender o que acontece com seu corpo e buscar mecanismos inteligentes para lidar com situações de estresse com sabedoria. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.