Seja o primeiro a compartilhar

8 coisas que você precisa saber sobre a lactose

Muitos alimentos do nosso dia a dia possuem lactose, não é mesmo? Assim, muitas vezes é difícil evitá-los por ela estar presente em alimentos que consumimos com certa frequência. Porém, em muitos casos, problemas e incômodos gastrointestinais e outros diversos sintomas vão surgindo com a ingestão da lactose.

Este problema tem grande espaço nas pautas atuais, pois segundo o artigo Lactose em alimentos industrializados: avaliação da disponibilidade da informação de quantidade  "a intolerância à lactose está presente em 65% da população mundial e acomete de 2 a 5%  dos indivíduos descendentes de norte-europeus, 60 a 80% dos negros e latinos e 80 a 100% dos índios americanos e asiáticos".

Agora vamos direto ao assunto, o que você deve saber sobre a lactose?

1. O que é lactose?

A lactose nada mais é do que o "açúcar" do leite, ou seja, é um carboidrato formado por dois monossacarídeos, a glicose e a galactose, que resulta em um dissacarídeo.

2. Quais são os alimentos que têm lactose?

Os alimentos que possuem lactose são o leite e seus derivados, como iogurtes, queijos, manteiga, margarina, creme de leite, leite condensado, doce de leite, misturas e queijos cremosos, como o requeijão. Também é possível encontrar lactose em produtos e alimentos nos quais é adicionado leite, como pães, bolos, biscoitos, sorvetes etc.

Para certificar-se que um produto ou alimento não tenha lactose, analise bem o seu rótulo e veja seus ingredientes — se não há leite, soro de leite, queijos, creme de leite, leite em pó, leite condensado. Nas embalagens, você pode encontrar também algumas informações, como "contém lactose", "zero lactose", "0% lactose", "baixo teor de lactose". Isso depende do que cada produto está oferecendo — quantidade de lactose na classificação estabelecida pela Agência de Vigilância Sanitária (ANVISA).

a

3. O que é a intolerância a lactose?

A intolerância a lactose é a dificuldade na digestão, absorção e quebra deste açúcar devido à deficiência ou falta da enzima lactase. Existem 3 tipos de intolerância: a congênita (ausência da produção de lactase), a primária (devido à queda na produção da enzima ao longo da vida) e a secundária (que ocorre por causa de doenças intestinais).

4. Quais são os sintomas da intolerância a lactose?

Os sintomas surgem logo após a ingesta de lactose e geralmente são: desconforto gastrointestinal de uma maneira geral, distensão abdominal, diarreia, gases, cólicas, náuseas, estufamento e ansiedade. Assim, sempre fique atento com os alimentos e a quantidade ingerida para poder fazer uma possível associação aos sintomas.

a

5. O que são produtos 0% lactose?

Produtos que trazem indicações como "0% lactose", "zero lactose" ou "isento de lactose", na realidade, ainda podem conter até 100 mg de lactose para cada 100 gramas do alimento pronto. A grade questão é que é impossível produzir um alimento à base de leite que não contenha esse carboidrato.

Então como eles fazem para fabricar algo desse tipo que intolerantes à lactose possam consumir? Nestes casos, é adicionada a lactase — a enzima para fazer a quebra do "açúcar" do leite em glicose e galactose — diretamente no produto. Assim, quando alguém incapaz de digerir lactose come algo 0% lactose, na verdade essa parte da digestão já é feita com auxílio do próprio produto.

Alimentos que trazem a informação "baixo teor de lactose" podem conter de 100 mg a 1 grama de lactose para cada 100 gramas do produto total.

6. Como substituir a lactose na alimentação?

Hoje em dia não é difícil substituir a lactose por meio de leites vegetais, como os de arroz, de soja, de amendoim, de amêndoas etc. Também é possível optar por produtos zero lactose, como leites, iogurtes, leite condensado e creme de leite, queijos que em seu rótulo apresentem a informação "0 carboidrato", além de receitas adaptadas que substituam o leite de vaca ou derivados por opções que se encaixem à sua nova realidade.

a

7. Existe alergia à lactose?

Não, o que existe é a alergia à proteína do leite chamada caseína. A alergia à caseína acontece quando há uma super-reação do sistema imunológico, provocando alguns tipos de sintomas como reações na pele, inchaço na boca, nos lábios e na garganta, coceira e alguns sintomas respiratórios. Fique sempre atento aos rótulos e preste atenção se a embalagem indica alergênicos que estão presentes ou não. Normalmente no rótulo aparecerá escrito mais ou menos assim: "pode conter leite ou traços de leite". Mas mesmo se não houver o alerta, verifique sempre com cuidado os ingredientes.

8. Como é diagnosticada a intolerância e como posso tratar?

A intolerância à lactose pode ser diagnosticada por um médico por meio da solicitação de exames laboratoriais específicos para a detecção da intolerância, como o exame molecular, o teste oral e a dosagem de hidrogênio no ar expirado pelo paciente.

O tratamento é algo relativamente simples, pois se resume a ter uma orientação dietética específica e individualizada que vai permitir dizer se é necessário ou não a exclusão total de leite e derivados ou apenas diminuir a quantidade da ingestão destes alimentos com ou sem o uso de medicamentos que ajudam a degradação da lactose, ou seja, o consumo da enzima lactase. Essa conduta vai aliviar os sintomas de maneira rápida, mas o tratamento só poderá ser passado por profissionais habilitados, como médicos e nutricionistas.

***

Marcela Andrade, colunista semanal do Mega Curioso, é bacharel em Comunicação Social com habilitação em Relações Públicas, bacharel em Nutrição, perita judicial na área da Nutrição, e pós-graduanda em Saúde Pública com ênfase em Estratégia Saúde da Família.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.