Confira a mudança nos padrões de beleza feminina nos últimos 3 mil anos
360
Compartilhamentos

Confira a mudança nos padrões de beleza feminina nos últimos 3 mil anos

Último Vídeo

"Que me perdoem as feias, mas beleza é fundamental", disse Vinícius de Moraes. Mas vamos parar para pensar: afinal, o que é belo? É aquilo que eu digo que é bonito? É o que você taxa como perfeito? Quem é que determina os padrões e conceitos sobre o que é feio ou não? É realmente bem complicado definir completamente tudo isso.

A beleza é relativa: o que eu acho bonito pode não ser para você. O que era belo ontem, hoje pode não se encaixar nos padrões. E é exatamente isso que aconteceu com as mulheres ao longo dos milhares de anos que se passaram. Independente das roupas que as moças usavam, você já percebeu que os corpos cultuados eram muito diferente dos de hoje?

Belezas diferentes

Para mostrar tudo isso, a equipe do Buzzfeed criou um vídeo curto, de apenas três minutos, mas que mostra o quanto o corpo feminino e os padrões de beleza mudaram com o tempo. Foram deixados de lados todos os tipos de vestimentas e joias da época e as modelos todas usaram maiôs brancos para ressaltar somente o biótipo, que é o que realmente importa.

Confira esse belo ensaio e veja qual é o tipo físico que você considera o mais belo. E se o seu corpo não é o considerado o padrão de beleza de hoje em dia, não se preocupe. Tenha em mente que as coisas sempre mudam. E, se não mudarem, tenha certeza que sempre tem alguém que vai gostar de você do jeitinho que você é.

Egito Antigo — cerca de 1292 a 1069 a.C.

Corpo ideal: rosto cujas duas faces são iguais, cintura alta, ombros estreitos e corpo pequeno.

Grécia Antiga — cerca de 500 a 300 a.C.

Corpo ideal: o que figurava nessa época eram os corpos cheinhos com pele clara.

Dinastia Han — cerca de 206 a.C. a 220 d.C.

Corpo ideal: mulheres do tipo "mignon" eram consideradas belas: cintura fina, pés pequenos, pele pálida e olhos expressivos.

Renascença Italiana — cerca de 1400 a 1700

Corpo ideal: as moças mais gordinhas eram idolatradas e os seios fartos e barriguinha eram sexy. Quadril largo e pele clara completavam o pacote.

Inglaterra Vitoriana — cerca de 1837 a 1901

Corpo ideal: um pouco mais magras do que as anteriores, a cintura mais fina, mas ainda roliças. Foi nessa época que os espartilhos fizeram o maior sucesso.

Anos Vinte — década de 1920

Corpo ideal: e voltou a época das mulheres pequenas, dessa vez com cabelos curtos.

Era de Ouro de Hollywood — cerca de 1930 a 1950

Corpo ideal: corpo estilo ampulheta: com seios grandes e cintura fina.

Anos Sessenta — década de 1960

Corpo ideal: o que vale agora é o físico adolescente, tudo bem magrinho com pernas finas e longas.

Era Supermodelo — década de 1980

Corpo ideal: aqui, tudo é mais curvilíneo, com braços tonificados e corpo atlético. Ah, a altura também contou muitos pontos.

Anos Noventa — década de 1990

Corpo ideal: mulheres com corpos extremamente magros e frágeis eram a beleza da época.

Beleza pós-moderna — de 2000 até hoje

Corpo ideal: hoje em dia, o que conta é um corpo "saudável", barriga reta e bumbum grande. Um corpo difícil de conseguir mas que, graças à intervenção cirúrgica, muitas mulheres entram no padrão.

O vídeo

Quer conferir tudo isso nos mínimos detalhes? Confira o vídeo abaixo e comente com a gente o que você acha de tudo isso! Estamos esperando a sua opinião nos comentários.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.