Você vai se surpreender com estas revelações sobre celulite
40
Compartilhamentos

Você vai se surpreender com estas revelações sobre celulite

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

O corpo humano, por essência, tem suas marquinhas, pintinhas, covinhas. Por vaidade e depois para saciar as expectativas de venda de produtos de beleza, acabamos nos convencendo de que algumas dessas características são indesejáveis e merecem desaparecer. Com o passar dos tempos, a palavra “celulite” entrou no ranking das mais temidas, principalmente entre mulheres. A questão é: você sabe o que é, de fato, uma celulite e por que ela se forma?

Basicamente, as marquinhas que chamamos de celulite são formadas por depósitos de gordura que estão logo abaixo da pele, em uma camada de tecido conjuntivo. Quando somos jovens, essa gordura é mantida presa por esse tecido, que é basicamente formado de colágeno, mas, à medida que comemoramos mais aniversários, a gordura começa a sair do tecido conjuntivo e é basicamente isso que faz com que a pele fique com os temidos, porém naturais, buraquinhos.

Não tem escapatória

Imagem: Shutterstock

A dermatologista Dra. Michele Green explicou, em declaração publicada no Live Science, que podemos imaginar nosso tecido conjuntivo como uma rede que segura a gordura presente em nosso corpo – se as fibras dessa rede estão laceadas ou apertadas demais, a gordura acaba “vazando” pelos buraquinhos.

A relação entre o aparecimento da celulite e a idade de cada pessoa ainda não é um fator totalmente esclarecido, mas já se sabe que o desenvolvimento de celulites pode também ser influenciado por fatores hormonais e genéticos – aliás, é justamente por uma questão hormonal que homens tendem a ter menos celulites do que as mulheres.

Dra. Green explica também que, apesar de a celulite ser provocada por pedacinhos de gordura que se desprendem do tecido conjuntivo, isso nada tem a ver com o peso de uma pessoa. Ela explica também que essas marcas começam a surgir logo após a puberdade e que, com o passar do tempo, tendem a ficar mais visíveis.

Mas nem os tratamentos funcionam?

Imagem: Shutterstock

A pior parte é que, de acordo com a dermatologista, não há nada que possamos fazer para mudar isso. Ela explica que, uma vez instalada, a marquinha ficará lá, ao contrário do que alguns cosméticos e tratamentos estéticos tentam nos convencer.

A especialista frisa, ainda, que até mesmo procedimentos cirúrgicos, como a lipoescultura, que suga a gordura do corpo, não conseguem dar fim às celulites – na verdade, alguns especialistas acreditam que a lipoescultura pode piorar a aparência das celulites.

Green afirma que alguns procedimentos e tratamentos podem reduzir a aparência das celulites, mas nenhum consegue realmente acabar com elas permanentemente – esses tratamentos funcionam só por pouco tempo, quase como uma espécie de maquiagem. É triste, mas é verdade. Para nos ajudar a compreender melhor a situação, a dermatologista compara celulites a rugas: até dá para amenizar a aparência de tempos em tempos, mas não há como removê-las por completo. O jeito é viver com isso.

*Publicado em 02/06/2016

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.