Você sabia que os russos estão desenvolvendo um robô humanoide para participar de viagens espaciais? Legal, né? No entanto, depois de ver as imagens que foram divulgadas recentemente do equipamento em ação, a impressão que temos é que, na verdade, parece que estão tentando recriar o Exterminador do Futuro! Dê só uma espiadinha:

Segundo Mike Brown, do site Inverse, a máquina recebeu o nome de FEDOR e, segundo um anúncio realizado em outubro do ano passado, ela está sendo projetada para viajar ao espaço em missões tripuladas. A ideia é que FEDOR sirva de companhia para os cosmonautas, embora não seja descartada a possibilidade de que o robô seja enviado sozinho para explorar o cosmos — empunhando um par de Glocks para o caso de ele se deparar com alienígenas pouco amistosos?

Humanoide russo

Brincadeiras à parte, de acordo com Mike, os russos garantiram que não estão tentando criar nenhum Exterminador do Futuro! Trata-se, conforme explicaram, de um dispositivo com inteligência artificial que terá aplicações em diferentes campos. Uma delas, conforme mencionamos acima, é na exploração espacial, mas também existe uma clara intenção de inserir os robôs nas forças armadas, como você pode comprovar no vídeo a seguir — divulgado por Dmitri Rogozin, vice-premiê da Rússia:

Desde o anúncio do desenvolvimento do FEDOR, os russos divulgaram várias imagens da máquina realizando uma série de tarefas, como dirigir um carro, manusear uma furadeira e até interagir com cosmonautas para receber instruções. A última novidade foi a que você viu no clipe no início da matéria, no qual o robô aparece disparando com um par de revólveres em um campo de tiro — e demonstra ter uma pontaria respeitável.

De acordo com Mike, os russos não fazem segredo de sua intenção de ter robôs no exército, e o próprio Rogozin confessou acreditar que um dia as máquinas permitirão que um único soldado possa realizar o trabalho que hoje é feito por cinco ou dez homens. Além disso, os militares russos estão trabalhando em outros sistemas robóticos, como o MRK-25, que você pode ver em ação abaixo:

No caso do FEDOR — sim, o nome soa estranho para nós aqui no Brasil! —, o vice-premiê explicou que ele foi treinado para disparar armas de fogo apenas para melhorar suas habilidades motoras e tomadas de decisão. Mas, apesar do que possa parecer, Rogozin afirmou que definitivamente não se trata de desenvolver um Exterminador do Futuro. E você, caro leitor, o que acha?

 ***

 O Mega está concorrendo ao Prêmio Influenciadores Digitais, e você pode nos ajudar a ser bicampeões! Clique aqui e descubra como. Aproveite para nos seguir no Instagram e se inscreva em nosso canal no YouTube.