Há uma verdade universal: sair da cama de manhã não é uma das tarefas mais fáceis. Ou ao menos para uma grande parcela da população. Se você é assim, não se preocupe: a ciência explica que existem pessoas que não foram “feitas” para o período matutino.

Mas como isso funciona? Sonia Ancoli-Israel, diretora de educação do centro de medicina do sono da Universidade de San Diego, nos EUA, diz que tudo está relacionado ao ciclo circadiano. “Existem pessoas matutinas e pessoas noturnas. Nós as chamamos de cotovias e corujas, respectivamente”, explica a diretora.

O ciclo circadiano é um período de aproximadamente 24 horas que regula as funções fisiológicas e psicológicas de quase todos os seres vivos. Popularmente, ele é conhecido como o seu “relógio biológico”. Esse controle é feito por cerca de 20 mil células nervosas localizadas em uma região do cérebro chamada núcleo supraquiasmático.

Ciência explica que pessoas matutinas e pessoas noturnas possuem ritmos circadianos diferentes

Ajustes ao longo da vida

“Cotovias” e “corujas” possuem ciclos circadianos diferentes. Enquanto as primeiras se sentem mais cansadas no início da noite, as segundas se sentem mais dispostas até tarde da madrugada. As “corujas” são mais comuns entre adolescentes e jovens adultos. Ou seja, se você se enquadrar nesse padrão, não se sinta mal: a ciência está ao seu lado!

Além disso, conforme os anos passam, o seu relógio biológico vai sofrendo alterações. Você já viu que um bebê muitas vezes acorda no meio da madrugada? O ciclo circadiano dele é diferente do resto da família e aos poucos vai “entrando nos eixos”. Assim é com a sua própria vida! Entretanto, não há nada de errado em ser “coruja”.

Adolescentes frequentemente são mais "corujas"

Há várias maneiras de se “adaptar”. Conforme as convenções sociais, torna-se necessário que você ajuste o seu ritmo com o do resto do mundo. Principalmente no âmbito empregatício: é possível mudar o seu relógio biológico com despertadores e outras técnicas para aumentar a disposição diurna. Para dormir mais cedo, recomenda-se evitar luz muito forte à noite, por exemplo. A penumbra costuma dar uma sensação de sono muito maior.

Além disso, em 2012, os cientistas descobriram um gene que pode determinar se você é uma “coruja” ou uma “cotovia” – e até mesmo se você está no meio dessas duas definições. Ou seja, da próxima vez que seus pais brigarem porque você não sai da cama antes do meio-dia, explique que tudo é culpa do seu ciclo circadiano que você herdou geneticamente deles próprios!

*Publicado em 28/07/2015

***

O Mega está concorrendo ao Prêmio Influenciadores Digitais, e você pode nos ajudar a ser bicampeões! Clique aqui e descubra como. Aproveite para nos seguir no Instagram e se inscreva em nosso canal no YouTube.