Se o sangue é vermelho, por que as veias são azuis?

A resposta para essa pergunta não está na biologia, mas sim na física.

Embora digam por aí que existem pessoas que têm sangue azul correndo pelas veias, a verdade é que o sangue humano é invariavelmente vermelho. Mas você já percebeu que as pessoas de pele branquinha têm veias de tonalidade azulada?

O sangue humano não é azul. Nunca. Jamais.

Normalmente, os manuais e livros de medicina e biologia ilustram o sangue venoso como sendo azul. Sendo assim, muitos passaram a acreditar que esse seria o motivo das veias apresentarem um tom dessa cor.

(Fonte da imagem: Reprodução/Wikipedia)

Esse sangue apresenta baixas concentrações de oxigênio e circula dos nossos órgãos ao coração, de onde é bombeado aos pulmões através das artérias pulmonares. O sangue é então oxigenado e volta a levar o O2 aos órgãos para que eles possam funcionar corretamente, sendo então chamado de arterial.

Além disso, a cor vermelha do “líquido” é proveniente de uma mistura composta por hemoglobina, ferro e oxigênio molecular.

Mas... Por que azul?

A explicação fica por conta da física. De uma maneira simplificada, a cor que nós vemos é a forma como os nossos olhos interpretam a luz refletida pelos objetos que observamos. Absorvida a luz, esses órgãos veem o tom — ou o comprimento de onda — que o objeto “rejeita”. Sendo assim, a cor branca resulta da absorção de todas as cores, enquanto que a preta é produto da ausência de todas elas. Portanto, vemos o sangue como vermelho porque esse é o comprimento de onda que a substância reflete. Mas e quando ele se encontra sob a pele?

A pele branca não consegue absorver muita luz e reflete quase todos os raios luminosos. É por esta razão ela parece ser mais clara. O sangue — fora das veias —consegue absorver todos os comprimentos de onda, menos o vermelho, que é a cor que ele reflete. Quando se encontra dentro das veias, o comprimento de onda azul não consegue penetrar da mesma forma que o vermelho, refletindo de volta para que os nossos olhos interpretem como o tom azulado que enxergamos.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? Colabore com o autor clicando aqui!

Comentários (0)