(Fonte da imagem: iStock)

De acordo com a crença difundida pela série Star Trek, o primeiro encontro com uma criatura extraterrestre deve ocorrer em abril de 2063, ou seja, dentro de 51 anos. Mas será que esse evento realmente ocorrerá algum dia?

Segundo Dr. Spock, o encontro é inevitável

Na verdade, quem afirma isso é Marc Kaufman, um jornalista que escreve sobre ciências para o jornal Washington Post. Kaufan lançou um livro sobre o tema, e o site Universe Today conversou com o jornalista sobre as possibilidades de um encontro desse tipo, com seus prós e contras.

Prós e contras

Enquanto muitos acreditam que não existe vida em outros planetas — afinal, se há tanta vida assim “lá fora”, como é que ninguém nunca veio nos fazer uma visita?—, o jornalista defende a ideia de que o Universo é tão vasto e o número de exoplanetas é tão imenso que seria ilógico afirmar que estamos sozinhos no cosmos.

E mais: Kaufman não acredita que, caso exista vida extraterrestre, esta se trate apenas de vida microbiana. Para o jornalista, se pensarmos em quanto tempo faz que nos tornamos uma sociedade tecnologicamente avançada, em termos de tempo cosmológico, isso seria o equivalente a praticamente nada. Além disso, se existem planetas habitáveis e vida microbiana, o que impede que algumas dessas formas evoluam, assim como ocorreu aqui na Terra?

(Fonte da imagem: iStock)

Desbravando novas fronteiras

Quase diariamente são descobertos novos planetas fora do nosso sistema solar, e a astrobiologia também tem feito muitos progressos ao descobrir novos ecossistemas fora da Terra. Kaufman afirma que quase todos os cientistas acreditam na possibilidade de que exista vida extraterrestre inteligente, e que simplesmente não a encontramos ainda por não termos tecnologia suficiente para isso.

Além disso, mesmo que a NASA não possa enviar tantas missões para estudar o cosmos depois dos cortes orçamentários previstos, existem inúmeras instituições e universidades trabalhando em cosmologia, astroquímica e vida sintética, o que sugere que os cientistas acreditam que estão muito perto de alcançar algo importante.

(Fonte da imagem: iStock)

E como será a nossa reação quando ocorrer o primeiro encontro?

Segundo Kaufman, provavelmente as pessoas se darão conta da imensidão do universo, fato que virá acompanhado de muito assombro e medo. Contudo, apesar do que muitos acreditam — Stephen Hawking, por exemplo, acha que é preciso evitar os alienígenas —, o jornalista pensa que uma visita seria bem-vinda.

Seja em busca de anjos, deuses ou naves espaciais, os seres humanos, através dos tempos, sempre olharam para o céu e indagaram se realmente estão sozinhos no universo. E você, leitor, o que acha?