Criatura sinistra do dia: o verme gigante que vai apavorar seus pesadelos
146
Compartilhamentos

Criatura sinistra do dia: o verme gigante que vai apavorar seus pesadelos

Último Vídeo

Imagine que você está curtindo um tranquilo banho de mar e, de repente, se depara com um verme com uma bocona enorme que surge do nada e tenta devorar você ao melhor estilo Alien! Pois segundo Jason G. Goldman do portal io9, esse monstrinho não existe apenas em pesadelos, e atende pelo nome de Eunice aphroditois. Dê uma olhadinha no bicho em ação:

Segundo Jason, os E. aphroditois podem ser encontrados em profundidades de até 40 metros nas regiões mais cálidas dos oceanos Pacífico, Índico e Atlântico, e eles são conhecidos pelo comportamento extremamente agressivo. O pior é que o verme que você viu na imagem acima é apenas um exemplar dos mais pequeninos, pois eles podem chegar a medir três metros de comprimento.  Já pensou?

E como se a agressividade e tamanho não fossem assustadores o suficiente, os E. aphroditois ainda contam com garras afiadas que eles usam para atacar — e algumas vezes cortar ao meio — sua vítimas. Além disso, essas criaturas ainda injetam toxinas em suas presas para poder devorá-las com mais facilidade. Veja mais imagens — onde alguém aparece torturando um pobre caranguejo — no vídeo a seguir:

Quando estão caçando, esses vermes horripilantes ficam enterrados sob pedrinhas e areia, deixando apenas seus tentáculos — que se parecem com antenas — à mostra. Os E. aphroditois permanecem pacientemente desse jeito até que alguma criatura se aproxime e toque essas estruturas e, então, saltam de seus esconderijos rápidos como um raio, surpreendendo suas presas.

E se nada disso serviu para deixar você com medo, atente para este detalhe: os E. aphroditois podem atacar humanos e provocar ferimentos bem dolorosos. E, em casos mais graves, os acidentes podem resultar em danos permanentes em tecidos nervosos, causando a perda de sensibilidade ou paralisia das áreas afetadas.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.