Veterinários identificam primeiro caso de cachorros gêmeos idênticos
166
Compartilhamentos

Veterinários identificam primeiro caso de cachorros gêmeos idênticos

Último Vídeo

Que uma cachorra dá à luz vários filhotes por ninhada, todo mundo já sabe: nascem de 2 a 10 bebezinhos, dependendo do porte e da raça. Entretanto, apesar de todos esses filhotes serem “gêmeos”, nunca havia sido comprovada a existência de gêmeos idênticos, ou seja, monozigóticos. Isso acaba de mudar! Veterinários da África do Sul descobriram um par de irmãozinhos caninos originário de um único óvulo e um único espermatozoide.

O dono de uma cadelinha lébrel irlandesa levou seu pet ao veterinário para exames com os filhotes que estavam prestes a nascer. Posteriormente, exames realizados na Universidade de Pretória comprovaram que se tratava do primeiro caso conhecido de irmãos caninos que dividem o mesmíssimo código de DNA.

Foi justamente através da análise do código genético que o veterinário Kurt de Cramer pôde comprovar que os dois machinhos são idênticos. O trabalho de parto da cachorrinha durou duas horas. Depois que sete filhotes já haviam nascido, Cramer notou mais um filhote a caminho: só que o que era para ser apenas um se mostrou como dois cachorros dividindo uma única placenta!

Irmãozinhos dividem o mesmo código genético

O veterinário imaginou que eles poderiam ser monozigóticos, principalmente por serem do mesmo sexo e apresentarem manchas bastante semelhantes. Ele fez exames iniciais de sangue e comprovou sua suspeita. Só que, como isso seria uma novidade na medicina veterinária, a equipe veterinária foi cautelosa com a informação. Quando os animais estavam com 6 semanas de idade, um exame de DNA acabou com qualquer dúvida que poderia surgir.

Entretanto, é importante salientar que, apesar de estes serem os primeiros irmãos caninos idênticos já identificados, eles podem não ser os únicos. “Nós tivemos a sorte de poder confirmá-los geneticamente”, explicou a cientista Carolyne Joone, que coordenou os exames de sangue nos animais. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.