Ampliar (Fonte da imagem: Repodução/Veja)
Uma conferência realizada em Cambridge no último dia 7 reuniu neurocientistas do mundo inteiro com o intuito de assinar um manifesto que afirma a existência de consciência em todos os mamíferos, aves e em outras criaturas — incluindo moluscos. A pesquisa foi encabeçada por Philip Low, um renomado neurocientista, pesquisador da Universidade Stanford e do MIT (Massachusetts Institute of Technology).

Essa é a primeira vez que um grupo de especialistas da área emite um comunicado oficial admitindo que os humanos não são as únicas criaturas da Terra a gozar de consciência. Para chegar a esses resultados, os cientistas mostraram que, ao analisar as ondas cerebrais de homens e de animais, é possível encontrar semelhanças básicas.

“Descobrimos que as estruturas que nos distinguem de outros animais, como o córtex cerebral, não são responsáveis pela manifestação da consciência”, diz Low em uma entrevista realizada pela revista Veja. Esses resultados são muito importantes e podem impactar consideravelmente na maneira como tratamos os animaizinhos na sociedade em que vivemos.

(Fonte da imagem: Divulgação/MundoBob)


Low ganhou destaque em todo o mundo depois de apresentar um projeto em parceria com o famoso astrofísico Stephen Hawking — que estava presente no evento da assinatura do manifesto. O intuito do pesquisador era ajudar Hawking, que sofre de uma séria doença degenerativa e precisa se comunicar utilizando sua mente. Low diz que, depois dessa descoberta, ele pretende virar vegetariano.

Fonte: Veja