As lagostas são imortais?
713
Compartilhamentos

As lagostas são imortais?

Último Vídeo

Pare e pense com cuidado: o quanto você sabe sobre as lagostas? Bom, provavelmente você deve conhecer uma ou duas receitas envolvendo os crustáceos, e certamente já ouviu um pouco do velho debate sobre o quão ético é ferver esses seres marinhos enquanto eles ainda estão vivos.

O que você provavelmente não sabe é que esses animais são praticamente imortais – se eles não forem para a panela de alguém ou servirem de janta para predadores naturais, podem chegar a viver mais de cem anos!

"Respeita os mais velhos, rapaz!" Fonte da imagem: Reprodução/Dorr Lobster

Juventude eterna

Para entender os motivos que fazem uma lagosta viver durante tanto tempo, é necessário primeiramente explicar alguns processos biológicos que ocorrem no corpo dos seres vivos. Nossos cromossomos (estruturas de DNA) são protegidos por uma capa de proteção conhecida cientificamente como telômeros – que, com o passar do tempo, acabam diminuindo de tamanho e perdendo sua função protetora.

As enzimas responsáveis por “alongar” os telômeros e prolongar seu trabalho são chamadas de telomerase. Contudo, elas também vão perdendo força com o decorrer da nossa vida, chegando ao momento em que são tão escassas que acabam morrendo e deixando que os telômeros morram também.

O diferencial biológico das lagostas é realmente sua capacidade de controlar a expectativa de vida de tais enzimas infinitamente. Desta forma, o crustáceo não sofre com qualquer tipo de alteração referente às suas funções corporais, sua capacidade reprodutiva, seu metabolismo e até mesmo seu apetite; pelo contrário, estudos apontam que lagostas velhas são mais férteis e resistentes do que as jovens.

Assim, se uma lagosta morre, não é por culpa de seu próprio organismo, e sim por um fator externo qualquer.

Esta aqui não teve tanta sorte Fonte da imagem: Reprodução/Sardine Factory

E como saber a idade de uma lagosta?

É difícil dizer com precisão quantos anos em média uma lagosta pode viver. Como elas não possuem nenhum tipo de esqueleto interno e mudam de carapaça com muita frequência, não há como se basear em nenhuma estrutura carregada por esses seres para mensurar sua idade de forma eficaz.

Contudo, uma boa forma de descobrir se uma lagosta é jovem ou velha é observar o seu tamanho. Quanto mais idoso for o animal, maior será a sua carapaça e seu peso (já que essas criaturas trocam de couraça em um ritmo mais lento com o decorrer dos anos).

Vale observar que estimativas apontam a existência de lagostas com cerca de 150 kg e 200 kg (levando em conta o peso das carapaças mais velhas, na qual se acumulam conteúdos marítimos diversos). Contudo, como esses bichinhos estão cada vez mais suscetíveis a sofrer com pescas e outros danos indiretos causados pela raça humana, torna-se cada vez mais difícil encontrar essas espécimes maiores.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.