Vacas: elas parecem simpáticas e inofensivas, mas podem matar você
136
Compartilhamentos

Vacas: elas parecem simpáticas e inofensivas, mas podem matar você

Último Vídeo

Vamos começar este texto com uma pergunta: alguma vez na sua vida você já parou para pensar se vacas são animais confiáveis? Se ainda não, este post de hoje talvez faça você ficar com um pé atrás com esses animais aparentemente inofensivos. A galera do io9 listou alguns comportamentos não muito amigáveis deles. Confira a seguir e proteja-se como puder:

Alguns números

Só nos EUA, 22 pessoas são mortas todos os anos vítimas de ataques de vacas – desses ataques, 75% acontecem geralmente sem motivo algum, sem que a vaca seja provocada anteriormente. Um terço das mortes, no entanto, é causado por vacas com histórico de comportamento violento.

Uma pesquisa comparativa feita por especialistas em comportamento animal analisou 21 casos de mortes em uma região específica. Dessas mortes, 10 foram causadas por touros e seis por vacas – o mais chocante, porém, foi o fato de que as outras cinco pessoas foram mortas em ataques promovidos por várias vacas. Ou seja: esses animais atuam em grupo também!

Na verdade, esse “trabalho em equipe” é uma constante entre as vacas, caso você ainda não saiba. São animais estranhamente bem coordenados e conseguem fazer tarefas aparentemente impossíveis.

Padrões de comportamento

Na dúvida, é sempre bom reconhecer o comportamento das vaquinhas que estão na defensiva: elas ficam reunidas em círculo, com os rostos voltados para o lado externo do círculo, de vez em quando abaixando suas cabeças e as encostando ao chão.

Em alguns casos, elas superam a sensação de ameaça saindo da defensiva e partindo para o ataque. Aí você vai precisar de sorte mesmo. Quer reconhecer a fase ofensiva? Então preste atenção e fuja se você perceber que há uma vaca liderando as outras – esse é o primeiro sinal de que em breve haverá algum ataque coletivo.

Uma das vítimas de ataques em grupo contou ao io9 como foi a experiência bizarra: de acordo com ela, o ataque aconteceu enquanto passeava com seu cachorro. De repente, várias vacas a derrubaram; toda vez que tentava ficar em pé, uma vaca a jogava contra o chão novamente e, como se não bastasse, pulava sobre ela. “Eram umas sete ou oito vacas”, disse a vítima, que contou também que algumas  específicas lideravam o ataque.

Histórico violento

Em outro ataque, registrado em 2014, um montanhista e um ciclista foram surpreendidos por um grupo de vacas furiosas enquanto treinavam no campo. O montanhista, só para você ter ideia, fraturou oito costelas, o ombro e a coluna vertical. No mesmo ano, uma mulher atacada por diversas vacas, teve seis costelas quebradas e o pulmão perfurado.

Geralmente vacas chutam e pisam em suas vítimas, mas, quando resolvem golpear com a cabeça, têm força o suficiente para fazer com que uma pessoa “levante voo”. Se você está surpreso com essas revelações, saiba que as vacas são adotadas como animais de defesa até por outros bichos. É o caso das ovelhas, que, quando criadas com vacas, se protegem em meio às amigas quando sentem medo.

Talvez você não saiba, mas há relatos que comprovam que rebanhos eram usados em regiões de guerras e conflitos – os soldados sabiam que induzir debandada poderia ser algo favorável na luta contra o inimigo. Sabe-se também que os membros do povo Zulu também usavam vacas para se defender: enquanto os inimigos dormiam, os Zulus invadiam os acampamentos rivais e assustavam as vacas dos inimigos, sabendo que isso resultaria em confusão.

Bizarrice sem fim

Pode parecer absurdo demais para ser verdade, mas pessoas já morreram porque vacas caíram sobre elas. Na Suíça, ao longo de poucas semanas, 28 vacas caíram de um penhasco, o que foi suficiente para que as autoridades locais logo colocassem placas de “atenção! Vacas podem cair em cima de você”.

Outro acidente bizarro aconteceu em Indiana, nos EUA, quando um caminhão carregado de vacas tombou em um viaduto e acabou assustando – e muito! – os motoristas que viajam logo abaixo e que, de repente, se viram em meio a uma chuva de vacas.

Fica o alerta

E, mudando um pouco o contexto da coisa, se você é fã de Steven Spielberg ou se assistiu ao clássico “Tubarão”, talvez tenha ouvido falar que a inspiração para fazer o filme foi uma série de ataques de tubarão ocorridos em julho de 1916, quando cinco pessoas foram atacadas pelos animais em um intervalo de apenas 12 dias, na costa de Nova Jersey. Dessas, quatro morreram. Na época, os ataques consecutivos deram origem ao que ficou conhecido como “o verão do tubarão”.

Se seguirmos a mesma lógica, está na hora de alguém fazer um filme inspirado no verão de 2009, quando em um intervalo de oito semanas, na Inglaterra, cinco pessoas foram atacadas por vacas furiosas – na mesma época aconteceram os acidentes com as vacas “voadoras” da Suíça.

Há pouco tempo o parlamentar britânico David Blunkett foi atacado por vacas quando levava seu cachorro para passear. O ataque resultou em um olho roxo e uma costela quebrada. Depois do ocorrido, Blunkett chegou a falar sobre medidas de segurança para evitar ataques de vacas. E você, já tinha ouvido falar sobre a fúria desses animais antes?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.