Suruba! Aranhas são flagradas durante um “ménage à trois”
614
Compartilhamentos

Suruba! Aranhas são flagradas durante um “ménage à trois”

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Isso mesmo, caro leitor, a foto que você acabou de ver acima mostra três aranhas acasalando. No entanto, antes de você julgar — ou parabenizar, vai saber! — os animais sobre o seu comportamento sexual aparentemente picante, saiba que existe uma razão para o trio de aracnídeos estar praticando o que, para muitos, parece ser uma suruba. Na realidade, a coisa toda possivelmente consiste em uma característica evolutiva.

Vida amorosa complicada

De acordo com Laura Geggel, do portal Live Science, as aranhas pertencem à espécie Rabidosa punctulata e, para poder acasalar, os machos botam suas vidas em risco. O ritual normalmente começa com eles exibindo suas cores e emitindo vibrações semelhantes a uma, digamos, canção romântica, para a fêmea de seu interesse. Contudo, se ela não curtir os sinais do pretendente, a aranha pode devorá-lo.

Pense... são 24 patinhas na imagem!

O pior é que o perigo de ser canibalizado não acaba aí para os machos! Se a fêmea aceitar os avanços do macho e concordar com o acasalamento, mas ele demorar demais para... concluir sua missão, ela também pode decidir devorar o pobre coitado! É aí que o terceiro elemento entra em cena. Segundo Laura, alguns machos ficam por ali, de boa, só esperando que o coleguinha ganhe o passe-livre da aranha e comece a acasalar para se juntar ao casal.

O macho — oportunista — fica só no aguardo para entrar em ação

Esse ménage à trois é possível devido ao fato de as aranhas contarem com um par de órgãos reprodutivos, portanto dois machos podem copular com uma única fêmea. O processo todo oferece um risco significativo à vida dos pretendentes, já que, além do risco de serem devorados pelas fêmeas, eles ainda podem ser atacados por outros machos competindo pela aranha e ficar vulneráveis a predadores.

Mesmo "trabalhando em equipe", o acasalamento pode ser perigoso

Portanto, o acasalamento em trio pode ser uma característica evolutiva que aumenta as chances de sobrevivência dos machos e ajuda a garantir que a fêmea tenha bebezinhos. No entanto, não pense que o ménage acontece de forma tranquila e garante que todo mundo saia vivo da experiência.

Risco

Se o acasalamento levar tempo demais para ser concluído — uma sessão monitorada por biólogos durou pelo menos quatro horas —, a fêmea pode tentar devorar os dois machos. Ademais, a coisa toda pode ser violenta também, já que, em uma ocasião, um dos participantes perdeu uma de suas patas, e os pesquisadores não conseguiram determinar se ela foi arrancada pela fêmea ou pelo outro macho.

Mamãe aranha e seus muitos bebezinhos

Entretanto, se tudo correr dentro dos conformes e a aranha “engravidar”, ela pode ter uma nova geração de arainhas. Na imagem acima, você pode ver uma mamãe — da espécie Rabidosa rabida, que pertence ao mesmo gênero que a R. punctulata — com 150 ou 200 bebezinhos em seu abdome. Aliás, uma curiosidade: é possível que os filhotes de uma mesma “leva” sejam de dois pais diferentes.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.