(Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia)

No final do ano passado, uma equipe de pesquisadores britânicos anunciou o início dos trabalhos de perfuração de uma camada de gelo de 3 quilômetros na Antártida. O objetivo da missão era chegar a um lago isolado há 100 mil anos para descobrir se alguma forma de vida havia sido capaz de sobreviver às extremas condições oferecidas por esse ambiente.

Entretanto, de acordo com o site New Scientist, infelizmente os trabalhos de perfuração tiveram que ser cancelados. A equipe concluiu que não contava com combustível suficiente para alimentar o equipamento utilizado para atravessar a espessa camada de gelo, e parou a operação temporariamente.

Um dos pesquisadores explicou à publicação que a equipe enfrentou diversas complicações técnicas para conseguir que o equipamento funcionasse corretamente, utilizando boa parte do combustível disponível durante as tentativas. Contudo, apesar de a perfuração ter sido cancelada no momento, o time pretende revisar o projeto e modificar o equipamento que, então, será utilizado em uma nova tentativa, prevista para dentro de poucos anos.