Há muita discussão sobre o que torna os humanos únicos em relação aos demais animais que habitam a Terra. E, se depender das últimas descobertas científicas, estamos ficando cada vez menos importantes.

Desta vez, um estudo publicado na revista Proceedings of the Royal Society B sugere que, além dos humanos, os golfinhos-nariz-de-garrafa são os únicos animais capazes de chamar indivíduos queridos da sua espécie por um nome próprio. A diferença, é claro, é o fato de que eles usam assovios em vez de palavras.

Pesquisa e reconhecimento

Cientistas já haviam aprendido, anteriormente, que os golfinhos emitem assovios que funcionam como uma espécie de identificação própria e que são capazes de conter dados sobre si mesmos. Agora, a descoberta está no fato de que esses golfinhos são capazes de reproduzir os assovios de outros indivíduos, principalmente quando estão separados uns dos outros, para chamá-los pelo "nome". Em nenhum momento a equipe notou o uso dessa comunicação para fins agressivos.

Para chegar a essa conclusão, a líder da pesquisa, Stephanie King, comandou a coleta de dados acústicos dos golfinhos da Baía de Sarasota, na Flórida, entre os anos de 1984 e 2009. Além disso, quatro golfinhos machos criados em cativeiro também foram fundamentais para o sucesso da pesquisa. Os assovios de identificação dos golfinhos podem ser detectados a uma distância de até 20 km, dependendo da profundidade da água e da frequência do assovio.