Quer saber como perder bilhões em menos de 1 ano? Pergunte ao Eike Batista
1.050
Compartilhamentos

Quer saber como perder bilhões em menos de 1 ano? Pergunte ao Eike Batista

Último Vídeo

Você deve se lembrar de ter visto Eike Batista nas listas das pessoas com as maiores fortunas do planeta. Aliás, deve até ter sentido orgulho de ver o nome de um brasileiro em um desses rankings, fazendo bonito entre os mais ricos no mundo. Pois é, mas se você for dar uma espiadinha agora, vai ver que o nome do empresário não consta mais em nenhuma dessas listas.

Aliás, de acordo com um irônico artigo publicado pela Bloomberg, se Eike consta em alguma lista atualmente, essa deve ser a das próximas visitas do Papa Francisco que, como todo mundo sabe, se preocupa muito com os mais necessitados. Segundo a matéria, a situação do empreendedor é bem complicada, e analistas financeiros inclusive acreditam que Batista já tenha perdido tudo mesmo, e que o patrimônio do empresário seja negativo.

Os analistas prosseguem com sua avaliação, afirmando que é possível que Eike ainda valha alguns milhões, somando tudo o que restou e caso ele tenha algum dinheiro guardado. Ainda assim, a queda do brasileiro já é mencionada como um dos maiores colapsos financeiros e pessoais da História.

Ascenção e queda

Fonte da imagem: Reprodução/Terra

Batista chegou a ser o homem mais rico do país, além de aparecer entre os 10 mais ricos do mundo. Arrogante, chegou a declarar publicamente que seria o homem mais rico do planeta até 2015. E começou cedo a correr atrás de seu sonho. Na década de 80 — com pouco mais de vinte anos — se lançou na exploração de ouro na Amazônia. Do ouro, passou para o minério de ferro, e depois de investir pesado na mineração, duas décadas mais tarde já tinha feito seu primeiro bilhão de dólares.

Aos poucos foi ganhando a confiança de investidores internacionais, e resolveu fundar a OGX, uma empresa concorrente da Petrobrás. Contudo, a ambição do empreendedor parecia não ter limites, e ele vendeu ao mundo o projeto de criação de uma rede de empresas interligadas, na qual uma sustentaria a outra.

Assim, Eike fundou uma série de companhias — entre elas, uma de logística, uma termelétrica, um estaleiro e um porto — que funcionariam como fornecedoras e consumidoras de seus próprios produtos. Os investidores compraram a ideia, mas o problema é que, quando saiu do papel, a OGX apresentou uma produção muito abaixo do esperado. Com isso, o sistema de “sustentação” acabou desestabilizado, afetando todas as empresas da rede em um verdadeiro efeito dominó.

Calote

Fonte da imagem: Reprodução/ Economia&Negócio

Segundo os analistas, Batista fez fortuna — conseguindo que suas ações disparassem no mercado financeiro — na base de promessas. Contudo, não conseguiu cumprir com seus compromissos, prejudicando os investidores. Além disso, no início do mês, Batista foi protagonista de um calote histórico, quando deixou de pagar US$ 45 milhões em juros sobre os títulos da OGX.

A situação ainda pode ser remediada caso o brasileiro consiga saldar a dívida até o final do mês. No entanto, o colapso do brasileiro afetou a credibilidade do Brasil junto aos investidores internacionais, já que Eike representava o retrato da expansão econômica do país, transmitindo a sensação de que nada poderia dar errado, além de contar com o respaldo da presidente Dilma. A questão agora é: será que Batista vai conseguir pagar o que deve?

Como vive o pobre homem agora

Fonte da imagem: Reprodução/Economia Ig

Conforme explicaram os analistas, Batista provavelmente começou a “cavar a própria cova” quando iniciou a venda de ativos em uma companhia para saldar as dívidas de outras, liquidando, pouco a pouco, todos os seus recursos. Os credores ainda estão decidindo sobre o que fazer com o que restou das empresas, e existem informações de que 355 dos 400 funcionários do grupo já teriam sido demitidos.

A equipe de seguranças que acompanhava o empresário também caiu pela metade, ou seja, de oito para quatro pessoas e, além disso, o brasileiro já vendeu seu helicóptero e jatinhos particulares, e não tem mais remédio que ir de carro trabalhar. Vai de ônibus, Batista! E você achando que a sua situação era complicada? Para você ver, que hoje em dia não tá fácil pra ninguém.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.