Os 10 materiais mais caros do mundo
372
Compartilhamentos

Os 10 materiais mais caros do mundo

Último Vídeo

Existem substâncias na Terra, naturais ou não, que possuem preços absurdos. Seja por serem raras ou pela dificuldade em produzi-las, alguns gramas desses materiais podem esvaziar os bolsos de seus compradores. E não, o ouro não está presente na lista que você acompanha a seguir.

O valor de cada item apresentado pode mudar de acordo com a época ou a demanda, mas os preços estão os mais atualizados possíveis. Ainda, uma das únicas coisas que todos estes materiais têm em comum é a alta procura e o fornecimento — seja legalizado ou não. Então, feche bem a carteira e boa leitura.

10. Heroína: R$ 380 por grama

Quase todo o ópio do mundo que é usado para processar a heroína vem do Afeganistão — cerca de 80%. A droga age diretamente no cérebro, se transformando em morfina e causando euforia em seus consumidores. A heroína é uma das substâncias mais viciantes e destruidoras no planeta.

9. Cocaína pura: R$ 640 por grama

Derivada em sua maioria da folha da coca, uma planta sul americana, a cocaína é outra droga muito viciante. Utilizada por seus usuários também como estimulante, ela tem este preço pela alta demanda e por seus produtos derivados — o crack é feito com a sua pasta-base.

8. Ácido lisérgico dietilamida (LSD): R$ 8 mil por grama

O ácido lisérgico é conhecido popularmente como LSD e foi descoberto em 1938. Inicialmente, era estudado para agir como remédio psicológico. O LSD ficou famoso na década de 60, sendo muito utilizado para "expandir a consciência".

7. Plutônio: R$ 11 mil por grama

Derivado do urânio, o plutônio é utilizado para causar reações nucleares. Ele raramente é alcançado por meio de processos naturais.

6. Painita: R$ 26 mil por grama

Descoberta nos anos 50, a painita é um mineral que já foi conhecido como o mais raro do mundo. Sua cor avermelhada é atraente entre os mineradores. A última vez que a pedra apareceu na natureza foi em Myanmar.

5. Pedra Taaffeite: R$ 59 mil por grama

As cores da pedra Taaffeite vão do vermelho até o púrpura. O mineral é tão raro que a quantidade já encontrada até hoje não enche um copo de requeijão.

4. Trítio: R$ 89 mil por grama

O Trítio é uma formação natural vinda de um processo complicado: apenas quando nitrogênio ou deutério são bombardeados com radiação cósmica. Isso resulta em núcleos de hidrogênio com dois nêutrons adicionais. Como uma forma radioativa, o Trítio possui um brilho natural que é utilizado em placas de sinais, lasers de armas e outros produtos, como relógios.

3. Diamante: R$ 163 mil por grama

Este material é mais conhecido pelo público. Mas, só para você ter noção do quão caro pode ser um diamante, alguns deles possuem mais de três bilhões de anos.

2. Califórnio: R$ 80 milhões por grama

O Califórnio é um metal raro que não aparece naturalmente: é altamente radioativo e solta cerca de 170 milhões de partículas de nêutron por minuto — o que o torna extremamente tóxico para a maioria dos seres vivos. Este elemento é usado para a detecção do ouro, platina e poços de petróleo.

1. Antimatéria: R$ 18,6 trilhões por grama

Para criar a antimatéria é necessário nada menos que a tecnologia mais avançada disponível e o CERN, o maior laboratório de física de partículas do mundo. O CERN cria pequenas quantidades suficientes para que uma equipe de cientistas a estudem. A antimatéria também é utilizada ficcionalmente, mostrando sempre a sua capacidade destrutiva quando em contato com a matéria comum. É impossível comprar a antimatéria.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.