(Fonte da imagem: Small World News Service)

Quanto você paga de aluguel todos os meses? Certamente uma quantia considerável por um apartamento não tão grande. Se o condomínio tiver alguns benefícios interessantes, como piscina e uma bela área de recreação, é bem possível que o custo do imóvel tenha uma valorização que complique ainda mais sua situação com a imobiliária. E se a casa em questão valesse mais de R$ 38 milhões, quanto você acha que teria de desembolsar para ter um teto sobre sua cabeça?

Pois é exatamente essa a situação vivida pela tradutora Ruth Bartlett, que mora em uma mansão no Reino Unido cujo valor estimado é de £ 13,5 milhões. Porém, engana-se quem pensa que ela precisa pagar uma fortuna de aluguel, pois seu gasto mensal com moradia é equivalente a R$ 570 — um valor consideravelmente baixo se comparado com a média brasileira.

O mais interessante de tudo é que o local possui um peso histórico no Reino Unido que certamente deveria ser considerado no orçamento da tradutora. Afinal, não deveria ser barato morar no mesmo lugar em que viveu um dos membros da nobreza britânica, o Marquês de Bristol, não é mesmo?

Por se tratar de uma casa de alguém de “sangue azul”, a mansão — ou palácio, se preferir — possui várias regalias que somente residências reais apresentavam. Além de um terreno enorme com mais de 8 quilômetros quadrados de área, a propriedade também conta com estábulos, uma capela, um cemitério e até mesmo uma área de caça e um vilarejo.

Em resumo, Ruth mora em uma propriedade feudal e paga o mesmo valor de um quarto e sala.

O segredo de Barlett

Você deve estar se perguntando como isso é possível, não é mesmo? Afinal, como tradutora, Ruth Bernett não teria como bancar uma residência desse porte e nem faz sentido pagar apenas R$ 570 pelo aluguel. O segredo está em sua “segunda profissão”.

Além de tradutora, ela também é uma espécie de segurança e reside na mansão para evitar que alguém invada e deprede uma residência com valor histórico tão alto. Desse modo, ela está sempre na propriedade para poder avisar a polícia caso algo aconteça. Contudo, por se tratar de uma região calma, ela não tem com que se preocupar.