13 fatos eletrizantes sobre os raios que você talvez desconheça
319
Compartilhamentos

13 fatos eletrizantes sobre os raios que você talvez desconheça

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

1 – Aproximadamente 24 mil pessoas morrem todos os anos no mundo em decorrência de incidentes envolvendo raios.

2 – Um único raio possui energia suficiente para torrar 160 mil fatias de pão.

3 – Em 1998, todos os 11 jogadores de um time de futebol na África morreram quando um raio atingiu o campo onde jogavam. Todos os membros do time adversário sofreram ferimentos.

4 – Em 1939, 835 ovelhas de um rebanho morreram quando um único raio caiu na fazenda onde elas se encontravam no estado norte-americano de Utah.

5 – Os homens são atingidos com uma frequência cinco vezes superior do que as mulheres.

6 – Algumas pessoas que são atingidas por raios podem apresentar um curioso efeito na pele chamado “Figuras de Lichtenberg” — que parecem ramificações de plantas.

7 – Os raios são cinco vezes mais quentes do que a superfície do Sol.

8 – Um estudo científico apontou que, se o aquecimento global não for freado, a incidência de raios no mundo deve aumentar em 50% até o ano de 2100.

9 – Existe uma tempestade permanente no Lago Maracaibo, na Venezuela, conhecida como Relámpago del Catatumbo que tem duração de cerca de 10 horas por noite, entre 140 e 160 noites por anos — e lá são registrados cerca de 1,2 milhão de raios anualmente.

10 – Algumas erupções vulcânicas são capazes de gerar poderosas descargas elétricas que podem levar à formação de raios imensos — alguns com mais de três quilômetros de extensão.

11 – Estima-se que a Estátua da Liberdade Seja atingida por cerca de 600 raios todos os anos.

12 – Em 1902, um raio destruiu o topo da Torre Eiffel, em Paris, e toda aquela parte do monumento teve que ser reconstruído.

13 – Os bongos africanos, uma espécie de antílope que habita as florestas tropicais do continente, costumam se alimentar da madeira queimada depois das tempestades com raios.

*Publicado em 15/11/2016

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.