Fotos mostram Hiroshima antes e depois da explosão da bomba atômica
965
Compartilhamentos

Fotos mostram Hiroshima antes e depois da explosão da bomba atômica

Último Vídeo

Aqui no Mega Curioso nós já falamos em diversas ocasiões sobre a explosão da bomba de Hiroshima. Você pode conferir uma porção de matérias interessantes sobre esse assunto através deste link, mas, bem resumidamente, ela foi lançada pelos norte-americanos sobre a cidade japonesa por volta das 8h15 da manhã do dia 6 de agosto de 1945, e explodiu cerca de 600 metros do solo.

Todo mundo sabe o que aconteceu depois... Estima-se que aproximadamente 70 mil pessoas tenham morrido no momento da explosão, e que o número de vítimas — que pereceram por conta de ferimentos ou da exposição à radiação — tenha subido para algo em torno de 90 mil e 166 mil um ano mais tarde. Ademais, cerca de 70% de todos os edifícios da cidade foram destruídos e outros 7% deles foram seriamente danificados.

Centro comercial de Hiroshima antes da explosão

Mas, e o que você sabe sobre como era Hiroshima antes de ela se tornar a primeira cidade a se tornar alvo de uma bomba nuclear? O pessoal do site Rare Historical Photos publicou uma fascinante seleção de imagens que contam um pouquinho da história de como era a vida na localidade e qual a sua importância antes da devastadora explosão — e como ela ficou logo em seguida.

Rotina pré-destruição

Segundo o site, quando Hiroshima foi arrasada pela explosão, ela era uma importante cidade industrial e militar. Havia diversas bases instaladas nos arredores da localidade, e a mais importante era o centro de comando do marechal-de-campo Shunroku Hata, que liderava um contingente de 400 mil homens. No entanto, quando o ataque aconteceu, a maioria dos soldados se encontrava em Kyushu se preparando para uma invasão aliada.

A cidade japonesa também servia como uma pequena base de suprimentos e logística para o Exército Japonês, além de funcionar como centro de comunicações e contar com um importante porto para a organização e envio de tropas a outras regiões do país. Hiroshima ainda era um importante polo industrial onde eram fabricadas bombas, armas, projéteis, peças para aviões e navios e muitas outras coisas, e boa parte da população era usada como mão-de-obra no esforço de guerra.

Conhecida como Rua dos Templos, ela foi completamente arrasada na explosão

O centro de Hiroshima contava com várias estruturas feitas de concreto reforçado e outras mais leves também, mas nos arredores, com exceção de algumas plantas industriais, a maioria das construções era feita de madeira. Isso significa que boa parte das edificações era frágil e poderia ser facilmente destruída.

Ponte Aioi antes do ataque

Com relação ao número de habitantes, no início da guerra, a população era de 381 mil pessoas, mas, na época em que a bomba explodiu, por conta de uma série de evacuações organizadas pelo governo japonês, ela havia caído para cerca de 340-350 mil habitantes. Na realidade, ninguém entendia a razão de a cidade ter sido poupada de ser bombardeada até então, tanto que os japoneses acreditavam que os norte-americanos pretendiam invadi-la e transformá-la em um centro de operações. Mal sabiam eles o que os esperava, coitados.

Veja algumas imagens de como era Hiroshima antes do ataque e o que aconteceu depois:

*Infelizmente, embora o pessoal do Rare Historical Photos tenha compartilhado imagens fascinantes de Hiroshima antes e depois da explosão da bomba atômica, elas não mostram necessariamente os mesmos locais. No entanto, de qualquer maneira, os registros servem para que possamos ter um vislumbre do tamanho da destruição provocada.

Vista aérea de uma região de Hiroshima densamente povoada – apenas as estruturas de alvenaria resistiram à explosão

Estação de Hiroshima antes e depois da explosão da bomba

Porto de Ujina em plena atividade antes de sua destruição

Sobreviventes aguardando ou recebendo atendimento médico depois da explosão

Bondinhos, ciclistas e pedestres circulam em meio à destruição

Após a detonação da bomba

Mais uma cena que mostra o tamanho da devastação

Nas imagens a seguir, a direção da explosão é visível nas “sombras” deixadas por estruturas ou corpos atingidos pela intensa energia liberada na detonação

Igreja Metodista de Nagarekawa em meio à destruição

Desolação

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.