Sabia que uma tropa militar brasileira está entre as mais letais do mundo?
2.086
Compartilhamentos

Sabia que uma tropa militar brasileira está entre as mais letais do mundo?

Último Vídeo

Por sorte o Brasil não é um país belicoso, nem costuma se envolver em conflitos mundo afora. No entanto, isso não significa que não existam soldados treinados e preparados para enfrentar — desafortunadas — eventualidades. Aliás, conforme nos indicou Bia Silva, uma de nossas leitoras, existe uma tropa brasileira que está entre as mais letais do planeta. Você sabia disso?

Trata-se do GRUMEC — Grupamento de Mergulhadores de Combate —, um corpo militar de elite que pertence à Marinha Brasileira. De acordo com o site Defesa Aérea & Naval, a tropa foi criada na década de 70 e segue princípios parecidos aos dos Special Boats Service, da Marinha Britânica, e dos Navy Seals, da Marinha dos EUA.

Tropa de Elite

O GRUMEC é subordinado à Força de Submarinos, e sua base fica localizada na sede da Esquadra Brasileira na Ilha de Mocanguê, em Niterói. Sendo assim, os submarinos são uma de suas principais formas de transporte, levando os integrantes do grupamento através de botes presos a cordas próximos aos objetivos. Contudo, a tropa também está preparada para se aproximar dos alvos por meio de helicópteros ou saltando de paraquedas.

Assim, como você já deve ter deduzido, uma das funções dos soldados do GRUMEC é a de aniquilar o inimigo antes que sua presença seja descoberta. Portanto, os militares são treinados para realizar o reconhecimento de áreas costeiras, se infiltrar de maneira furtiva e frustrar possíveis ataques.

Segundo o Defesa Aérea & Naval, o grupamento conta com três divisões de operações especiais dedicadas a atividades que não estejam associadas a missões de retomada e resgate e uma divisão especial — o Grupo Especial de Retomada e Resgate do GRUMEC ou GERR-MEC – voltada para essas ações.

Treinamento

Todos os soldados que passam pelo treinamento aprendem a lidar com equipamentos de mergulho, armamentos, explosivos e técnicas de guerra não convencional, além de serem agregados às divisões operativas. Depois disso, os militares devem esperar entre dois e três anos até que tenham adquirido a experiência necessária para ingressar no GERR-MEC.

Para quem tem interesse em se tornar membro do grupamento, segundo informações do site defesa net, o curso é dividido em duas etapas diferentes, uma para Oficiais e outra para Praças. A primeira consiste no Curso de Aperfeiçoamento de Mergulhador de Combate para Oficiais — ou CAMECO —, sendo dividida em 4 fases (de 0 a III) e com duração de 41 semanas.

A segunda etapa, dirigida aos Praças, consiste no Curso Especial de Mergulhadores de Combate — ou C-ESP-MEC — com duração de 32 semanas e, com exceção da fase 0, a formação é parecida à do CAMECO. Você pode conferir o conteúdo completo através deste link.

E para que tudo isso, você deve estar se perguntando. Segundo o defesa net, o Brasil vem ganhando bastante destaque internacional nos últimos anos, especialmente após a descoberta do pré-sal e da conquista da autossuficiência do petróleo, sem falar do aumento das ações terroristas pelo mundo. Assim, o GRUMEC está aí para ajudar a controlar as áreas marítimas sob jurisdição da Marinha e garantir que nenhum inimigo se aproxime.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.