Pesquisa revela que Hitler era usuário regular de metanfetamina cristal
277
Compartilhamentos

Pesquisa revela que Hitler era usuário regular de metanfetamina cristal

Último Vídeo

Hitler era efusivo em seus discursos, sempre muito confiante, eufórico, dominador e, provavelmente, ele se achava invencível. Além de todo o sentimento de poder que tinha em suas mãos, será que todas essas características não foram potencializadas por algum tipo de droga?

Provavelmente, sim. E a droga em questão era a metanfetamina na forma cristal, aquela mesma que ficou ainda mais famosa devido à série de TV Breaking Bad. A substância pode ser inalada, fumada e ingerida, sendo que Hitler provavelmente utilizava a última opção.

Segundo o The Independent, uma nova pesquisa revelou que Adolf Hitler era um usuário regular da droga, que é valorizada entre os viciados por sua sensação de euforia, mas temida por sua capacidade de destruição mental.

Essa descoberta vem depois de outra realizada no ano passado quando, cartas escritas pelo romancista e tradutor alemão (ganhador do Nobel), Heinrich Böll, apareceram para confirmar que os soldados das tropas nazistas tomavam metanfetamina cristal para se manterem bem acordados e motivados, apesar das péssimas condições que enfrentavam na linha de frente.

Hipocondríaco

Além disso, de acordo com um dossiê de guerra de 47 páginas compilado pela Inteligência Militar Americana, o Führer era um hipocondríaco e tomava mais de 74 medicamentos diferentes, incluindo as metanfetaminas. Acredita-se que Hitler tenha consumido a droga antes de seu encontro final com o líder fascista italiano Mussolini em julho de 1943.

O dossiê também mostrou que Hitler aliviou a dor de seus últimos dias em seu bunker, com nove injeções de uma droga chamada Vitamultin, que continha também entre seus ingredientes a metanfetamina.

Esse conjunto de documentos confirma ainda que Hitler se tornou um viciado em medicamentos depois de procurar o conselho do médico Dr. Morell em 1936. Dizemos medicamentos, pois, antigamente, muito do que consideramos drogas nos dias de hoje eram antes utilizadas como remédios.

O primeiro medicamento prescrito para o líder nazista foi o Mutaflor, para aliviar suas dores de estômago. Depois, foram prescritos barbitúricos, sedativos à base de morfina, estimulantes e até sêmen de boi para aumentar a sua testosterona. Logo após veio a prescrição da metanfetamina e ele se tornou dependente de todo esse coquetel.  

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.