Infográfico revela a ciência por trás da promiscuidade
56
Compartilhamentos

Infográfico revela a ciência por trás da promiscuidade

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo
A ciência da promiscuidade

Como você acabou de ver no infográfico acima — elaborado pelo pessoal do portal euroClinix de Portugal —, o comportamento sexual humano é fortemente influenciado pelo desejo e, de modo geral, diversos estudos parecem apontar que as mulheres tendem a procurar o sexo com menos frequência do que os homens.

No entanto, esse tipo de ideia vem sendo questionada por inúmeras pesquisas — conduzidas por biólogos e psicólogos empenhados em compreender melhor a sexualidade humana. Afinal, apesar de o sexo não ser visto simplesmente como um mecanismo de reprodução na maioria das sociedades atuais, é inegável que as “engrenagens” por trás dele estão relacionadas com a necessidade reprodutiva.

Segundo o infográfico, uma das primeiras teorias propostas para explicar a diferença entre o desejo sexual de homens e mulheres foi apresentada pelo geneticista inglês Angus John Bateman, em 1948. De acordo com essa teoria, os homens são naturalmente promíscuos, enquanto as mulheres são mais seletivas.

Embora contestada em 2012, a verdade é que, conforme explica o pessoal do euroClinix, levantamentos realizados em todo o mundo — revelando que o Princípio de Bateman se confirma em 94,4% das sociedades estudadas — parecem apoiar essa teoria.

De qualquer maneira, apesar de na população em geral os homens geralmente serem mais promíscuos do que as mulheres, vale destacar que os comportamentos sexuais não são apenas influenciados pelo gênero, mas também são condicionados pela cultura, religião, orientação sexual, entre outros. E você, caro leitor, o que acha?

 * Com informações do portal euroClinix.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.