(Fonte da imagem: Reprodução/Amusing Planet)

Quem é que quando criança nunca sonhou em ter uma casa na árvore, para ter um cantinho particular para brincadeiras longe dos olhos atentos dos pais? Mas você sabia que existem povos que estabeleceram suas residências nas copas das árvores, vivendo até hoje como verdadeiros “Tarzans”?

De acordo com o site Amusing Planet, um exemplo desses povos é a tribo Korowai, que vive em casas rudimentares construídas no alto das árvores. Nativos de uma região pouco acessível localizada na parte ocidental da Papua Nova Guiné, na Indonésia, os Korowai vivem isolados do resto do mundo em cabanas que chegam a ficar a até 35 metros de altura.

As casas costumam ser construídas na copa de uma única árvore, embora seja comum que a base fique equilibrada sobre diversas delas e conte com pilares de madeira para maior sustentação. As cabanas nas alturas servem para proteger a tribo do ataque de espíritos malignos e vizinhos indesejáveis, além de manter os habitantes bem longe do ataque de exércitos de mosquitos e possíveis inundações.

Casas nas alturas

Para construir as cabanas, os futuros habitantes escolhem uma árvore bem forte — que servirá de pilar central — e removem a copa. O piso é feito de galhos e coberto com folhas de palmeira, e as paredes e o teto são fabricados com o mesmo material. Cada casa pode acomodar até 12 pessoas, portanto é vital se certificar de que a estrutura seja bem resistente, pois, se a casa cair...

A tribo Korowai foi descoberta por um missionário holandês em 1974. Eles vivem da caça e do cultivo de hortaliças e praticam o canibalismo como forma de estabelecer a justiça em casos de crimes na comunidade. Além disso, o povo das árvores também ganha algum dinheiro graças a parcerias feitas com empresas de turismo, servindo de guia para mostrar seu curioso modo de vida a turistas que visitam a região. As refeições não estão inclusas nos pacotes!

Em 1993, a BBC produziu um documentário sobre a tribo Korowai e, logo após a galeria de fotos abaixo, você pode assistir a um vídeo que mostra o processo de construção de uma de suas casas na árvore.