A medalhista olímpica que conheceu a irmã entregue pelos pais à adoção
1.118
Compartilhamentos

A medalhista olímpica que conheceu a irmã entregue pelos pais à adoção

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Em tempos de Olimpíadas, nada melhor do que conhecer histórias de vida de alguns atletas e, inclusive, de relembrar algumas histórias de participantes das edições anteriores do evento. Entrando nessa segunda categoria, falaremos hoje sobre a ginasta Dominique Moceanu, medalhista olímpica, que descobriu aos 30 anos de idade que tinha outra irmã.

A irmã de Dominique, Jen Bricker, era grande fã da ginasta, antes mesmo de suspeitar que as duas tinham uma ligação tão grande quanto essa. Jen, que também é atleta, foi entregue à adoção logo após o parto, devido ao fato de ter nascido sem pernas. A família adotiva, que Jen faz questão de dizer que ama verdadeiramente, a criou em Oblong, no Illinois, nos EUA.

Em 2008, quando tinha 20 anos de idade, Jen conheceu Dominique e as duas começaram a ter uma relação mais próxima, apesar da surpresa. “Eu fiquei em estado de choque. Como isso pode acontecer? Você tem um ídolo na infância e, depois, descobre que ela é sua irmã biológica?”, disse Jen à ABC.

Olimpíada de 1996

Dominique, em 1996

Tudo começou em 1996: quando Jen viu a irmã participar dos Jogos Olímpicos, em Atlanta, se encantou com o desempenho da ginasta e passou a acompanhar seu trabalho. Os pais adotivos de Jen perceberam que aquela atleta poderia ser uma irmã biológica da filha, mas guardaram isso em segredo por oito nos.

A mãe adotiva de Jen, Sharon Bricker, sabia qual era o sobrenome original da filha, e quando ouviu que a atleta pela qual Jen estava fascinada se chamada Dominique Moceanu, ligou uma coisa à outra. Anos depois, quando Jen tinha 16 anos, seus pais contaram a verdade, e a então adolescente resolveu escrever para a ginasta, contando sua história e dizendo que não tinha pernas. Quatro anos depois, elas finalmente se conheceram.

Reencontro

Jen também é atleta

Dominique ficou em choque ao saber que sua irmã mais nova, sobre quem ela nunca tinha ouvido falar nada, tinha sido entregue à adoção. Em uma entrevista, ela disse que sua primeira reação foi sentir ódio de seus pais, e que eles disseram que entregaram Jen para adoção porque sentiram medo de cuidar de uma criança que necessitaria de atenção extra e que isso custaria caro. Jen rebateu, falando que nunca teve gastos fora do comum com medicamentos e tratamentos médicos.

Apesar de a história ser chocante, principalmente para Jen e Dominique, a irmã mais nova da ginasta resolveu conhecer sua mãe biológica e, segundo ela, esse foi um dos melhores momentos desse reencontro familiar. “Perguntei a ela se pensava em mim, se não tinha curiosidade de saber o que aconteceu comigo depois. Sei que é um assunto delicado, difícil, mas eu merecia uma explicação. Eu me senti mal por ela, porque ela nunca nem chegou a me segurar”, revelou Jen sobre a conversa.

Quando descobriu a história da irmã mais nova, a medalhista cortou relações com os pais, mas depois acabou os perdoando e disse que entende a reação de choque das pessoas, especialmente à época em que o caso veio à tona, mas que acredita no perdão. Que história, hein! 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.