Estes caras viajam a pé para juntar o lixo que encontram na natureza
1.274
Compartilhamentos

Estes caras viajam a pé para juntar o lixo que encontram na natureza

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Seth Orme e Paul Twedt são dois amigos que, em 2016, resolveram fazer uma viagem bem diferente de qualquer outra que você já tenha visto. Basicamente, eles juntaram lixo de todos os lugares que visitaram em uma extensão de 160 km, do México ao Canadá, com a finalidade de jogar cada tipo de entulho em seu destino apropriado.

Em sacos plásticos, os dois juntaram de tudo: garrafas, bitucas de cigarro, latinhas de refrigerante e até itens mais incomuns, como um colchão velho – detalhe: tudo isso andando.

Não é de hoje

Os dois norte-americanos já estão acostumados a percorrer longos percursos a pé, e o projeto de juntar lixo durante as caminhadas não é exatamente novo – eles já tinham feito isso em 2015, com outro amigo, em uma viagem que terminou com os três carregando meia tonelada de lixo depois de 15 dias de viagem – além da coleta, sempre que podem eles reutilizam alguns dos materiais que encontram.

A missão que ocorreu no final de 2016 foi mais longa e a que acabou fazendo o trabalho de formiguinha desses dois ficar conhecido em todo o mundo: durante cinco meses, eles percorreram regiões da fronteira do México até a Colúmbia Britânica, no Canadá.

Orme sempre teve esse lado mais aventureiro e, além de trabalhar como guia turístico, foi instrutor de caiaque também. A vida ao ar livre é sua prioridade desde os 19 anos, quando percorreu mais de mil quilômetros de caiaque ao longo do rio Mississippi.

Paixão e filosofia de vida

“Quando você trabalha ao ar livre, chega ao ponto em que está dormindo mais do lado de fora do que do lado de dentro, e o ar livre se torna a sua casa. E, como em qualquer casa, eu queria mantê-lo limpo”, explicou ele ao falar sobre como surgiu a ideia de juntar lixo dos lugares que visita.

Ele disse ainda, em declaração publicada no The Independent, que sua meta era dar o exemplo para as outras pessoas, compartilhando esse hábito e, quem sabe, inspirando mais gente a pegar o lixo que está no chão e descartá-lo de forma correta.

O plano para 2018 é fazer esse tipo de passagem por outros países, desta vez de bicicleta e contando com o patrocínio de empresas que produzem vestuário e alimentos orgânicos. Antes, porém, os dois farão outra caminhada pelos EUA, de mais de 4 mil Km.

Experiências

“Nós apenas fazemos isso porque amamos o ar livre. Não tivemos retorno algum. Às vezes as pessoas ficam confusas – elas imaginam por que estamos pegando mais peso quando supostamente não se deve pegar mais peso quando se está percorrendo uma longa distância”, disse Orme.

Ele contou também que os dois acabam conversando com muitas pessoas que se interessam pelo projeto – o bate-papo geralmente acaba com eles conseguindo a casa de alguém para tomar banho, jantar e até passar a noite.

Se você está pensando se todo esse esforço vale a pena, Orme contou que chegou a voltar para algumas das regiões que limpou com o seu amigo e observou que esses locais continuavam sem lixo – ele acredita que os indivíduos tendem a não jogar entulhos em lugares limpos: “se você vai para a casa de alguém e ela está realmente limpa, você pensa algo como ‘não vou jogar lixo no chão’. Eu espero que as pessoas comecem a ver o ar livre menos como uma comodidade e mais como uma comunidade que nós respeitamos e valorizamos”, finaliza. O que você acha do projeto dos dois?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.