De acordo com o site Nature, pesquisadores da Universidade de Harvard desenvolveram uma nova membrana gelatinosa capaz de ser esticada até alcançar 20 vezes o seu tamanho sem se romper.

Membranas desse tipo são conhecidas como hidrogéis, sendo largamente utilizadas na fabricação de lentes de contato, por exemplo. Esses materiais são compostos por uma mistura de polímeros que absorvem grandes quantidades de água, dando a eles uma característica consistência gelatinosa. Contudo, os hidrogéis se rompem ao serem esticados e podem ser facilmente rasgados.

Inquebrável

A nova membrana desenvolvida pelos pesquisadores de Harvard combina dois polímeros diferentes — o alginato e a poliacrilamida, ambos capazes de formar hidrogéis normais — que, quando juntos, formam um material muito mais resistente devido à combinação química entre os dois componentes, que reforçam a estrutura da membrana quando esta é esticada.

Além de poder ser utilizada como “cama elástica” para bolas de ferro, os pesquisadores acreditam que essa nova membrana poderá ser útil na fabricação de lentes de contato indestrutíveis, para serem usadas em substituição a cartilagens humanas danificadas e até mesmo como sistema de suporte para o desenvolvimento de órgãos artificiais.

Fontes: Nature e Universidade de Harvard