Quem calculou isso?! 13 números de estatísticas simplesmente absurdas
98
Compartilhamentos

Quem calculou isso?! 13 números de estatísticas simplesmente absurdas

Último Vídeo

Mesmo que não pareça evidente à primeira vista, a verdade é que nós estamos rodeados por números. Afinal, tudo — incluindo as coisas mais impensáveis e absurdas — pode ser traduzido em estatísticas, quantidades, volumes, dígitos e probabilidades pela matemática. Quer conhecer alguns exemplos malucos? Confira a seguir os que nós, aqui do Mega Curioso, reunimos para você:

1 – Número primo

O maior número primo já calculado é o 257.885.161 – 1. Se tivéssemos que o escrever em uma única linha, a folha de papel teria que medir pelo menos 37 quilômetros de comprimento — já que ele conta com nada menos do que 17.425.170 dígitos!

2 – Número de π

Se você não ficou muito impressionado com o exemplo acima, saiba que os matemáticos conseguiram calcular 12,1 trilhões de dígitos para o Pi até agora — e, para escrever todos eles em uma linha reta, a folha de papel teria que chegar até o Sol e voltar à Terra.

3 – Número de alimentos

Estima-se que as baleias-azuis consumam 40 milhões de krill (pequenos crustáceos) ao dia — ou o equivalente a quase 3,6 mil quilos dos bichinhos. Isso é mais do que o peso da maioria dos carros de passeio em circulação pelas ruas.

4 – Número de combinações

Existem 43.252.003.274.489.856.000 combinações possíveis nos cubos mágicos tradicionais. Se alguém decidisse tentar todas elas, considerando que essa pessoa fizesse uma combinação por segundo, ela levaria 100 vezes a idade do Universo para terminar.

5 – Número de bactérias

Em média, os casais trocam nada menos do que 80 milhões de bactérias durante o beijo — ou o equivalente a aproximadamente a população de países como Etiópia, AlemanhaReino Unido em bichinhos.

6 – Número de espécies

Os insetos compõem a maior porcentagem de espécies conhecidas no mundo, e os besouros, somando cerca de 380 mil variedades, representam um terço de todas as que já foram catalogadas até o momento.

7 – Número de células

Em média, o corpo humano é composto por 37,2 trilhões de células — e esse número varia entre 5 trilhões, para os bebês, e quase 725 trilhões, para adultos extremamente obesos.

8 – Número de emails

Estima-se que mais de 205 bilhões de emails sejam enviados todos os dias no mundo. Se cada um deles fosse impresso, a pilha formada pelas páginas seria suficiente para percorrer metade da circunferência da Terra na altura da linha do Equador. Aliás, seriam necessárias 25 milhões de árvores para produzir esse papel todo.

9 – Número de jogadores

Em seu ápice, o joguinho FarmVille do Facebook chegou a ter mais de 80 milhões de jogadores. Se cada um deles tivesse uma fazenda com 100 acres (ou perto de 40,5 hectares), elas ocupariam mais de quatro vezes a área dos Estados Unidos Continentais — ou seja, 4 x  7.653.006 quilômetros quadrados!

10 – Número de bloquinhos

Só em 2012, 45,7 bilhões de bloquinhos de LEGO foram produzidos no mundo — a um ritmo de 5,2 milhões de peças por hora. Se todos os blocos que foram vendidos durante esse ano fossem alinhados um atrás do outro, eles dariam a volta ao mundo 18 vezes.

11 – Número de anos trabalhados

Considerando que, em média, os brasileiros trabalham 40 horas semanais, isso significa que, dos 20 aos 65 anos de idade, uma pessoa terá passado 10,3 anos inteirinhos na labuta.

12 – Número de fatalidades

Ninguém sabe o número exato, mas, dependendo da fonte consultada, a estimativa é de que entre aproximadamente 1 milhão e 1,3 milhão de soldados perderam suas vidas só na Batalha Stalingrado — sem falar nas vítimas civis que pereceram no decorrer do conflito, que podem ter somado cerca de 700 mil mortes. Para você ter uma ideia, durante a Segunda Guerra Mundial inteira, entre 40 e 50 milhões pessoas perderam suas vidas.

13 – Número de ejaculações

No decorrer da vida, tomando como referência uma expectativa de 80 anos, os homens ejaculam aproximadamente 7,2 mil vezes — o que representa 7,5 “episódios” por mês e mais de 23 litros de esperma, considerando que, em média, 3,2 ml da substância são liberados a cada vez. Além disso, das 7,2 mil vezes, 2 mil ocorrem por meio da masturbação.

*Publicado em 12/11/2015

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.