4 lugares inusitados para se hospedar na Nova Zelândia
48
Compartilhamentos

4 lugares inusitados para se hospedar na Nova Zelândia

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

1. Farol

Localizado em Wellington, o The Lighthouse é um farol que foi construído por Bruce Stokell em 1994 para ser o ateliê de pintura da sua esposa, do qual se pode enxergar a Ilha Sul do outro lado do mar. O imóvel precisaria ficar bem no alto, foi então que surgiu a ideia de um farol, o único tipo de construção com uma estrutura sólida à beira do mar.

“Por se tratar de um farol alto e com uma paisagem sem nenhuma vegetação alta em volta, tem-se a sensação de estar parado na proa de um navio”, conta Stokell. Ele também menciona todas as outras experiências relacionadas à vida em um farol: “Viver aquele romance, sentir-se isolado do mundo, ficar de conchinha embaixo do cobertor enquanto há uma tempestade do lado de fora – e isso é o que não falta. Durante as chuvas torrenciais, o mar de Island Bay fica lindo, as ondas quebram nas pedras, e a água acaba espirrando até dez metros de altura. Dá gosto de ver”.

2. Prisão

Construído em 1874, o The Jailhouse fica em Christchurch e já foi usado para várias finalidades, como abrigar prisioneiros e servir de instalação militar. Desativado em 1999, o presídio ficou vazio até 2006, quando ganhou uma segunda chance e virou um hostel. A gerente Nikki Hayhurst conta que os hóspedes adoram a experiência de dormir em uma cadeia.

Uma grande parte da estrutura foi mantida, e a maioria dos quartos costumava ser uma cela. O hostel conta com oitenta camas e oferece várias acomodações diferentes, incluindo quartos compartilhados ou para famílias. Segundo Hayhurst, os visitantes também adoram ficar hospedados em um edifício histórico localizado em uma cidade que já não têm tantos prédios antigos por causa dos terremotos.

3. Silo de grãos

SiloStay deixa a paisagem ainda mais interessante: os armazéns de metal que costumavam ser usados para o armazenamento de grãos foram transformados em uma opção de hospedagem e ficam localizados sobre a aldeia de Little River, na região da península Banks, ao sul de Christchurch. Lisa Ashfield, gerente-operacional do estabelecimento, diz que os turistas sempre ficam encantados com o SiloStay.

O motivo são os armazéns que criam a mistura perfeita entre design de ponta e acomodações de luxo que as pessoas não esperam encontrar em um complexo com uma temática tão agrícola. A estrutura interna também surpreende os visitantes. “Há quem pense que o ambiente será claustrofóbico e incômodo, mas não é o caso”, conta a gerente. “Muita gente fica surpresa quando vê que o espaço é luxuoso por dentro”, finaliza.

4. Na copa das árvores

Hapuku Lodge + Tree Houses foi inaugurado em 2003 pelos cinco filhos da família Wilson bem ao norte de Kaikoura, na costa leste da Ilha Sul. Apesar de ter começado a pousada com apenas seis camas, a família não demorou a perceber que havia oportunidade para uma expansão, aproveitando toda a beleza versátil do local entre as enormes montanhas cobertas de gelo e a praia.

Foi assim que construíram as casas nas árvores para aproximar os hóspedes dos pássaros, das montanhas, do oceano e do céu. As cinco casinhas ficam a dez metros de altura em um bosque de árvores locais chamadas kanukas e dão vista para pastagens e colinas cobertas por vegetação. Os proprietários têm foco na natureza e são interessados em preservar o local que é muito bonito, o que proporciona aos hóspedes uma experiência exclusiva em um dos lugares mais espetaculares da Nova Zelândia.

*Via assessoria

***

O Mega está concorrendo ao Prêmio Influenciadores Digitais, e você pode nos ajudar a sermos bicampeões! Clique aqui e descubra como. Aproveite para nos seguir no Instagram e se inscreva em nosso canal no YouTube.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.