Junto ou separado: dicas para entender o uso dos porquês
324
Compartilhamentos

Junto ou separado: dicas para entender o uso dos porquês

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Dizem que o português é um idioma complicado, cheio de regras difíceis e sem sentido. O que podemos afirmar é que encará-lo dessa maneira já cria um bloqueio que atrapalha a compreensão de informações que podem, sim, ser bem simples.

Então, em vez de nos aprofundarmos em explicações complexas, vamos ver um macete fácil para acabar com um dos maiores problemas da humanidade: esse “porquê” é junto ou separado? Muitas pessoas já ouviram, em algum momento, que “por que” separado é usado em perguntas, e “porque” junto em respostas. Simplesmente esqueça isso e veja em que situação usar cada um deles.

Porque

O “porque” junto é usado quando está relacionado à causa de alguma situação:

  • O Brasil é quente porque é um país tropical.

E pode se transformar em uma pergunta:

  • O Brasil é quente porque é um país tropical?

Também está ligado à explicação de algo:

  • O Brasil é um país tropical porque a maior parte da sua área está entre os trópicos.

Por que

O “por que” separado é usado quando puder ser substituído por “pelo qual”, “pela qual” ou suas formas no plural:

  • Não sei o motivo por que o Brasil é tropical.
  • Não sei o motivo pelo qual o Brasil é tropical.

Ou quando puder ser trocado por “por qual”:

  • Não sei por que motivo o Brasil é tropical.
  • Não sei por qual motivo o Brasil é tropical.

Quando der para inserir a palavra “motivo” ao lado sem mudar o sentido da frase:

  • Por que o Brasil é tropical?
  • Por que motivo o Brasil é tropical?
  • Não sei por que o Brasil é tropical.
  • Não sei por qual motivo o Brasil é tropical.
  • Por que complicar?

Em resumo, porque é só uma palavra, e por que são duas, certo? Então, o primeiro pode ser substituído por uma palavra, o “pois”, e o segundo, sempre por mais de uma:

  • O Brasil é quente pois é um país tropical.
  • O Brasil é um país tropical, pois a maior parte da sua área está entre os trópicos.
  • Não sei o motivo pelo qual o Brasil é tropical.
  • Não sei por qual motivo o Brasil é tropical.

E agora, está mais fácil? Então vamos ao próximo passo: o acento.

Por quê

Essa forma tem o mesmo sentido do “por que”, mas só é usada antes de vírgula ou ponto final.

  • O Brasil é tropical, mas não sei por quê.
  • O Brasil é tropical, mas não sei por qual motivo.
  • Não sei por quê, mas o Brasil é tropical.

Porquê

Diferente do caso anterior, esta forma não é usada em casos parecidos com os que pedem o “porque” junto e sem acento. O “porquê” é empregado quando puder ser substituído pela palavra “motivo” e geralmente tem o artigo “o” à sua frente e a preposição “de” depois:

  • O Brasil é tropical, e esse é o porquê de ele ser quente.
  • O Brasil é tropical, e esse é o motivo de ele ser quente.

Achou difícil? Deixe suas dúvidas nos comentários.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.