Professor de Oxford diz que Pé Grande é junção de dois tipos de ursos
46
Compartilhamentos

Professor de Oxford diz que Pé Grande é junção de dois tipos de ursos

Último Vídeo

O professor doutor Bryan Sykes, da Universidade de Oxford, sugeriu que o misterioso ser das florestas montanhosas Pé Grande ou Yeti pode ser real – e ser um descendente dos ursos-polares que caminhavam sobre as montanhas geladas do Hemisfério Norte milhares de anos atrás.

O geneticista britânico coletou amostras de DNA de pelos de dois animais não identificados do Himalaia (um dos possíveis locais em que o Yeti viveria) e as comparou com um banco de dados de genomas, obtendo resultados inéditos.

Segundo ele, o DNA presente nesses animais é bastante semelhante às amostras encontradas na mandíbula de um urso-polar da Noruega, que possui pelo menos 40 mil anos de idade. Os pelos são de animais que não puderam ser identificados, supostos Yetis.

Sykes diz que esse resultado pode mostrar que o Pé Grande, se realmente existir, é um cruzamento entre ursos-polares e ursos-marrons, que formaram esse ser misterioso. Tom Gilbert, professor de estruturas de genomas no Museu de História Natural da Dinamarca, afirmou que a conclusão do professor Bryan Sykes é uma “explicação razoável” para a possível origem desse ser.

De qualquer forma, alguns especialistas já dizem que o animal humanoide caminha pelas florestas geladas sim, como nós já listamos aqui no Mega Curioso.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.