Este, sem dúvida, é um dos animais mais estranhos que você vai ver hoje!
106
Compartilhamentos

Este, sem dúvida, é um dos animais mais estranhos que você vai ver hoje!

Último Vídeo

Você deu uma boa olhada no bichinho da imagem acima? Caso você nunca tenha visto nada parecido na vida, se trata de uma lesma-do-mar — da espécie Melibe viridis — que, de acordo com Mindy Weisberger, do portal Live Science, normalmente é encontrada no Mediterrâneo, Mar Vervelho e em algumas áreas do Oceano Pacífico.

Esses animais peculiares possuem corpo alongado dotado de vários pares de membros que lembram os tentáculos dos polvos e não passam dos 12 centímetros de comprimento, aproximadamente. Outra curiosidade sobre essas lesmas — que também são conhecidas como nudibrânquios — é que elas são predadoras e usam suas estranhas cabeças para “varrer” o fundo do mar em busca de crustáceos e até pequenos caranguejos.

Bicho pra lá de inusitado

Segundo Mindy, o vídeo que você pode conferir a seguir foi capturado por um mergulhador chamado Emeric Benhalassa em Bali, e mostra como a lesma expande sua cabeça — que mais parece um balão gelatinoso — diante de seu corpo para buscar alimento. Assista abaixo:

Conforme você viu, no caso do nudibrânquio acima, ele parece ser dotado de sete pares de “patinhas”, com as menores concentradas na extremidade traseira de seu corpo. No entanto, o que mais chama atenção mesmo é a sua cabeçona — que funciona como uma espécie de rede que é lançada adiante para capturar suas presas.

Se você prestou atenção, deve ter notado que a cabeça da lesma conta com uma abertura cheia do que parecem ser pelinhos. De acordo com Mindy, essas estruturas funcionam como uma espécie de sensor que, ao tocar a presa, avisa o nudibrânquio quando ele deve contrair a abertura — ou “fechar a boca”, por assim dizer. Então, o animal capturado fica preso no interior desse saco e é digerido.

Repare nos cílios presentes na abertura da cabeça do nudibrânquio

Achou estranho? Pois os hábitos de acasalamento dessas lesmas-do-mar são ainda mais bizarros! Isso porque os nudibrânquios são hermafroditas — ou seja, esses animais são dotados de órgãos sexuais femininos e masculinos. Entretanto, em vez de “autoacasalar”, quando esses bichos se encontram, eles liberam substâncias químicas que ajudam o par a determinar quem assumirá qual papel durante a coisa toda.

E a esquisitice não para por aí: segundo Mindy, depois de definir quem atuará como fêmea e macho, o acasalamento pode envolver a amputação de pênis “descartáveis” ou perfurar o cérebro do parceiro com os genitais. Pura gentileza!

*Publicado em 17/11/2016

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.