Homem cego instala câmera em cão-guia e registra desafios diários
486
Compartilhamentos

Homem cego instala câmera em cão-guia e registra desafios diários

Último Vídeo

Você já parou para imaginar como é a vida de pessoas com deficiência visual? Como elas conseguem ir e vir, por exemplo? Infelizmente, o fato é que não são raros os relatos de preconceito ou “simples” descaso que essas pessoas enfrentam todos os dias. Inclusive, um exemplo recente no Brasil que ganhou certo destaque na mídia aconteceu em fevereiro deste ano em uma praia de Balneário Camboriú, Santa Catarina. Na ocasião, alguns banhistas se incomodaram com a presença do cão-guia e chegaram a acionar a Polícia Militar!

Hoje, a história que vamos contar aqui é de Amit Patel, um médico que precisou abandonar a profissão depois de perder a visão. Ele mora em Londres, Inglaterra, e passou a contar com a ajuda de um cão-guia — o que já não é um recurso disponível para a maioria das pessoas —, porém enfrenta diversas dificuldades no dia a dia.

Jornada tumultuada

Segundo ele conta, mesmo em ambientes com bastante espaço e vendo que ele não consegue enxergar, as pessoas costumam passar próximo dele e acabam esbarrando nele e em Kika, sua parceira canina, com o que estiverem carregando. Outro problema frequente se dá porque Kika foi treinada para se sentar à esquerda dele, então é comum que ambos acabem bloqueando escadas rolantes; diante disso, muita gente a acerta com sacos e guarda-chuvas, para que ela saia do caminho.

Como se tudo isso já não fosse o bastante, ainda existe o peso dos comentários negativos que ele ouve diariamente: “As pessoas são tão rudes e arrogantes, que presumem que podem fazer o que quiserem (...) Uma senhora chegou a dizer que eu deveria pedir desculpas às pessoas atrás dela por atrasá-las. Perguntei-lhe se eu deveria pedir desculpas por ser cego, e ela disse que sim”, desabafa Amit.

As atitudes negativas das pessoas deixam a cadela bastante assustada

Outra dificuldade comum acontece em trens, quando ele procura um assento nos vagões. “Às vezes, eu pego um trem com meu filho de 4 meses e digo muito alto ‘Kika, encontre-me um assento’, mas ninguém se move”, desabafa Amit.

Entra em cena a câmera

Em virtude de tudo isso, Amit decidiu instalar uma câmera em Kika, que está com ele desde 2014 e inclusive já o salvou de um atropelamento: “ela viu o carro (que atravessou o sinal vermelho), ficou na minha frente e pegou o golpe. O carro roçou seu nariz”, conta ele. Felizmente, nada grave aconteceu com a cadela, mas eles só voltaram a sair três dias depois.

Kika equipada com a GoPro

Sua esposa assiste às gravações no final de cada dia e costuma postar no Twitter um pouco da rotina. Com a divulgação de fotos e de vídeos de Amit e Kika, a ideia é contribuir para a conscientização a respeito de pessoas com deficiência visual e seus cães-guia.

Atualmente, Amit Patel é voluntário do RNIB, Action for Blind People e Guide Dogs for the Blind, e se dedica a ajudar os novos usuários de cão-guia.

Veja abaixo um pouco do que Amit e Kika passam todos os dias:

***

Você sabia que o Mega Curioso também está no Instagram? Clique aqui para nos seguir e ficar por dentro de curiosidades exclusivas!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.