Cão-guia salva a vida de seu dono cego nos trilhos do metrô de Nova York
234
Compartilhamentos

Cão-guia salva a vida de seu dono cego nos trilhos do metrô de Nova York

Último Vídeo

Na última terça-feira, 17, o deficiente visual Cecil Williams, de 61 anos, estava esperando o metrô em uma estação de Nova York, nos Estados Unidos, na companhia de seu cão-guia, um labrador chamado Orlando. De acordo com a Associated Press, Williams revelou do hospital que não sabe exatamente por que passou mal, mas que estava a caminho do dentista quando tudo aconteceu.

Ao perceber que Williams não estava bem, testemunhas contam que o cão ficou ao lado do homem para evitar que ele caísse nos trilhos. Infelizmente, não houve como prevenir a queda e o cão saltou junto com seu dono na tentativa de trazê-lo de volta para a plataforma.

 “O cachorro estava tentando afastar [Williams] da plataforma, mas os pés dele estavam na beirada, ele estava agitado e o cão latia”, revelou Ana Quinones, uma das testemunhas, ao New York Post. Matthew Martin, outro passageiro que estava presente no momento do acidente, disse que “ele caiu e o cachorro pulou atrás. Ele não foi puxado. O cão estava lambendo ele, tentando fazer com que ele se mexesse”, contou.

Um quase acidente

Orlando ficou sob os cuidados da polícia logo após o acidente. Fonte da imagem: Reprodução/New York Post

Aqueles que acompanhavam a cena viram o trem se aproximando cerca de um minuto depois de Williams e Orlando terem caído nos trilhos. As pessoas gritavam, tentando atrair a atenção dos funcionários da estação. Um dos trabalhadores orientou Williams a ficar no centro dos trilhos, onde era mais fundo.

É nesse momento que a história fica ainda mais tensa.

Williams e Orlando se posicionaram no meio dos trilhos e então o trem começou a frear instantaneamente. Dois vagões passaram sobre o homem e o cão antes que o trem estivesse completamente parado. A boa notícia é que, além de alguns arranhões e escoriações, Williams sobreviveu e nada aconteceu com o cão.

“Definitivamente, ele foi o melhor amigo do homem. Quando o trem estava vindo, o cão não se moveu. O cão foi leal ao seu dono. Ele tentou salvá-lo. (...) Ele arriscou a própria vida para salvar seu dono”, compartilhou Ana Quinones.

Por um final feliz

Fonte da imagem: Reprodução/Yahoo! News

Infelizmente, Orlando já está próximo de se aposentar de seu nobre trabalho, o que significa que ele não ficará mais ao lado de seu dono. Em janeiro, Williams deve receber um novo cão-guia e Orlando será encaminhado para adoção.

Ainda do hospital, Williams revelou que, por mais que quisesse ficar com Orlando, ele não tem condições de mantê-lo, já que o seguro não cobre os custos de um cão que não está prestando serviços. Mas essa história pode mudar.

Comovidos com a situação, internautas promoveram uma campanha virtual através do Indiegogo para arrecadar fundos para que Williams possa adotar Orlando. Em apenas dois dias, a meta de levantar 50 mil dólares já foi alcançada e a ainda arrecadação segue até o dia 31 de dezembro.

Tudo indica que teremos um belo final feliz.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.