Descubra a origem dos nomes de 7 raças de cachorro
176
Compartilhamentos

Descubra a origem dos nomes de 7 raças de cachorro

Último Vídeo

Mesmo que você não tenha um conhecimento muito extenso sobre raças de cachorro, você certamente conhece algumas delas, não é mesmo? Tem Jack Russel, Dálmata, Cocker Spaniel, Beagle, Lhasa Apso... Mas, e esses nomes todos, você já se perguntou sobre a origem deles? Pois Ethan Trex do portal Mental_Floss foi averiguar, e nós aqui do Mega Curioso reunimos sete variedades para você conferir. Veja:

1 – Dálmata

Os cães brancos com pintinhas são uma raça inconfundível, mas nem todo mundo sabe que os Dálmatas "emprestam" seu nome de uma região chamada Dalmácia, cujo território corresponde principalmente à Croácia, Bósnia e Herzegovina.

Segundo Ethan, existem registros históricos e pinturas — os mais antigos datando do século 14 — de várias partes da Europa que retratam esses cachorros. No entanto, como os dálmatas vêm sendo utilizados como sentinelas na Dalmácia desde o século 18 (pelo menos), os animais acabaram sendo associados com a região e ficando conhecidos com o nome que todos conhecemos.

2 – Lhasa Apso

Originalmente, o Lhasa Apso foi desenvolvido para guardar palácios e mosteiros tibetanos, e apesar de não se tratar de um cachorro de grande porte, ele era bem “comunicativo” na hora de soar o alarme sobre a presença de intrusos.

O “Lhasa” foi emprestado do nome da capital do Tibet, e “Apso” significa “barbudo”. Assim, literalmente, a denominação da raça pode ser traduzida como cão cabeludo proveniente do Tibet — ou algo do tipo.

3 – Jack Russell Terrier

Você acha que o nome da raça acima se parece incrivelmente com o de uma pessoa? Pois, segundo Ethan, alguém chamado Jack Russell realmente existiu! Jack foi um inglês que nasceu em Dartmouth no ano de 1795, e adorava caçar. Pois um belo dia ele se deparou com uma cadela chamada Trump — que pertencia a um leiteiro e parecia ser o cão perfeito para caçar raposas.

Jack conseguiu convencer o homem a vender Trump, e começou a cruzar a cachorra até conseguir uma variedade que tivesse energia suficiente para perseguir raposas o dia todo e que não sentisse medo de ir atrás dos animais em suas tocas. Aliás, a "Jack Russell Terrier" não é a única raça que recebeu o nome em homenagem ao inglês. Também existe outra variedade chamada "Parson Russell Terrier" que se diferencia da anterior por contar com patas mais longas.

4 – Poodle

Apesar de os Poodles hoje serem associados à imagem de “cães de madame”, originalmente, eles foram desenvolvidos para acompanhar os caçadores germânicos e se jogar na água para buscar os animais abatidos. Esses cachorros eram conhecidos como pudelhund — ou cães de água, em tradução livre —, onde a palavra pudeln significa espirrar água em baixo-alemão. E, segundo Ethan, o nome da raça eventualmente evoluiu para Poodle graças aos ingleses.

5 – Weimaraner

De acordo com Ethan, acredita-se que os Weimaraners — os belos cães de pelagem cinza como o que você acabou de ver acima — provavelmente surgiram na Alemanha no século 19, depois que o Grão-Duque de Weimar decidiu cruzar algumas raças de cães de caça.

Weimar teria selecionado animais de corajosos, rápidos, dotados de focinhos bem desenvolvidos e inteligentes — e a raça criada pelo grão-duque logo se tornou popular entre os nobres da região, que usavam os cães para caçar aves.

6 – Cocker Spaniel

Existem registros de que os Spaniels estão por aí desde o século 14, e eles, assim como outras raças da nossa lista, também foram desenvolvidos para acompanhar caçadores. Muito apreciados pelos ingleses, estes cães eram especialmente talentosos na hora de encontrar galinhas-d’angola ou “woodcocks” em inglês, e foi devido a essa habilidade que eles começaram a ser chamados de “cockers”.

7 – Beagle

De acordo com Ethan, ninguém sabe ao certo qual é a origem do nome “Beagle”. No entanto, segundo explicou, quem conhece bem a raça, provavelmente concorda com uma das teorias mais populares sobre como a denominação surgiu.

Aparentemente, o nome da raça existe desde o século 16, quando a palavra francesa becguele (usada para designar pessoas barulhentas) começou a ser empregada para descrever os cães — devido à barulheira que eles faziam com seus uivos durante as caçadas.

*Publicado em 21/07/2015

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.