Aquecimento global: fotógrafo registra o encolhimento de geleiras
05
Compartilhamentos

Aquecimento global: fotógrafo registra o encolhimento de geleiras

Último Vídeo

Há mais de uma década, o fotógrafo James Balog está tirando fotos de geleiras ao redor do mundo para mostrar o impacto do aquecimento global. Esse tema é muito difícil de ser mostrado, principalmente por conta da incredulidade de várias pessoas. Entretanto, as imagens de Balog mostram como as calotas de gelo estão diminuindo ano após ano.

O mais interessante do trabalho do fotógrafo, intitulado “Extreme Ice Survey”, é o fato de ele mostrar visualmente os impactos das mudanças climáticas. Afinal, muita gente é discípula de São Tomé e só acredita vendo! De acordo com a Sociedade Geológica da América (GSA), essa narração com imagens é altamente eficaz para explicar o recuo glacial.

Essa diminuição dos glaciares tem vários impactos: elevação do nível do mar, maior probabilidade de secura de regiões banhadas por rios formados de águas de degelo e destruição de materiais ambientais mantidas em segurança dentro desses glaciares. Confira abaixo algumas dessas mudanças.

Clique nas fotos para ver o antes e o depois:

“Eu acho que nosso aparelho sensorial mais dominante é a nossa visão. Assim, quando você consegue entregar uma compreensão da realidade através da visão, em vez de números ou mapas, isso tem a capacidade única de tocar e influenciar as pessoas”, explicou James Balog ao Washington Post.

O fotógrafo explica que corre atrás de geleiras em todo o mundo e não apenas em regiões polares. O seu desaparecimento afeta várias comunidades que sobrevivem da água doce fornecida por elas. Outro detalhe impactante é o fato de que a maioria das fotos foi feita com poucos anos de diferença. Quanto tempo de vida essas geleiras ainda possuem?

***

O Mega está concorrendo ao Prêmio Influenciadores Digitais, e você pode nos ajudar a ser bicampeões! Clique aqui e descubra como. Aproveite para nos seguir no Instagram e se inscreva em nosso canal no YouTube.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.