4 misteriosas formações rochosas que ainda intrigam os cientistas

1. As Pedras de Carnac – França

Ao redor do pequeno vilarejo de Carnac, na França, encontram-se milhares de monólitos enfileirados, que não se sabe como foram parar ali. Os cientistas especulam que essas rochas estão ali desde o período Neolítico Médio, por volta do ano 3.000 a.C. As formações possuem até 6 metros de altura e estão dispostas em um espaço de quase 7 km de extensão.

Além dos monólitos, existem tumbas e cercas muito evoluídas para os povos daquela época. Uma das possibilidades é de que essas construções sirvam para algum propósito místico ou religioso. Existe até uma lenda local de que um exército romano estava marchando por ali e que seus soldados foram transformados em pedra por ninguém menos do que Merlin!

2. As Pedras do Cervo – Sibéria e Mongólia

Variando entre 1 e 4 metros de altura, as Pedras do Cervo se espalham por regiões da Sibéria e da Mongólia. Ao todo, foram contabilizadas cerca de 1,2 mil dessas estruturas, que possuem esse nome já que algumas delas incluem imagens de cervos voadores. Nômades da Idade do Bronze, por volta de 3 mil anos atrás, devem ter sido os responsáveis por sua construção.

Além de cervos voadores, as estruturas também contêm imagens de pessoas, veados e alces. O Sol e a Lua podem ser outras representações, mas não se tem certeza sobre isso. O grau de detalhamento dessas inscrições mostra que elas eram feitas por pessoas com uma tecnologia bastante avançada para a época. Sua finalidade não é bem conhecida, mas especula-se em sejam uma espécie de cemitério antigo, já que sempre aparecem agrupadas.

3. O círculo de Avebury – Inglaterra

Não muito longe de Stonehenge – outro agrupamento misterioso de rochas – está localizado o maior círculo de pedras do mundo, na aldeia de Avebury. Ele é formado por aproximadamente 100 pedras e possui outros dois círculos menores em seu interior. Acredita-se que sua construção tenha acontecido entre os anos 2.850 e 2.200 a.C.

A estrutura completa mostra o que parece ser uma avenida e um espaço de rituais, mas sua finalidade ainda é desconhecida. Na década de 1930, foi encontrado um esqueleto embaixo de uma das pedras, mas era de alguém do século 14 que provavelmente estava tentando mover a rocha e acabou esmagado por elas.

4. Os dólmens de Gochang – Coreia do Sul

Grandes lajes de pedra se estendem por áreas de Gochang, Hwasun e Ganghwa, na Coreia do Sul. Ela são feitas a partir de 2 ou mais pedras eretas com uma pedra na horizontal em cima delas, formando um espécie de mesa. Essas estruturas são chamadas de dólmens e existem em vários lugares do mundo, mas não com tanta concentração quanto no sítio arqueológico de Gochang. As formações aparentemente representam cemitérios antigos e foram construídas no início da Idade do Bronze, por volta de 5 mil anos atrás.

***

Se você gosta de histórias envolvendo monumentos milares sem muita explicação, pode ler mais sobre eles nesta lista, que inclui cidades e formações rochosas, ou nesta outra, que fala de templos e formoção surpreendentes.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.