Cidade Proibida de Pequim teria sido construída com ajuda de pista de gelo
04
Compartilhamentos

Cidade Proibida de Pequim teria sido construída com ajuda de pista de gelo

Último Vídeo

Imagina-se que parte da Cidade Proibida de Pequim, na China, tenha sido construída com a ajuda de uma pista artificial de gelo. Tudo indica que o caminho congelado se estendia por 70 quilômetros e teria sido criado no século 16 e mantido pelos responsáveis pela obra da cidade para que pudessem deslizar as enormes pedras até Pequim.

Na pesquisa, que foi publicada no periódico online Proceedings of the National Academy of Sciences, os autores Jiang Li, Haosheng Chen e Howard A. Stone comentam que, depois de combinarem registros históricos, eles puderam chegar a uma narrativa convincente para explicar como a pista de gelo foi criada.

De acordo com os pesquisadores, os engenheiros chineses não contavam com nenhum rio ou canal nas redondezas. Dessa maneira, o primeiro passo foi cavar poços ao longo do caminho até o local da construção, mais ou menos a cada 500 metros. Em seguida, a água encontrada foi bombeada e espalhada sobre o solo, onde poderia congelar parcialmente e criar a superfície lisa de que eles precisavam.

Fonte da imagem: Reprodução/Shutterstock

Pedras e gelo

Vale notar que os pesquisadores – que são todos engenheiros – chegaram a essas conclusões baseados na sua própria interpretação dos registros históricos. Isso porque é quase impossível encontrar vestígios de uma pista de gelo nas ruínas arqueológicas e, acima de tudo, eles se basearam em documentos.

Em outras palavras, não existem esquemas ou projetos que mostrem como essa pista de gelo teria sido criada no século 16. O que existe são descrições e alguns exemplos da época que sugerem que a “lubrificação do gelo” poderia ser um ótimo recurso para transportar grandes estruturas e as informações disponíveis nos documentos fazem com que essas inferências pareçam possíveis.

Segundo o site Science News, os pesquisadores traduziram um documento de 500 anos e descobriram um registro que aponta que uma pedra de 120 toneladas foi deslizada no inverno de 1557. Os cientistas ainda calcularam que os trabalhadores conseguiam mover as pedras a uma média de 8 centímetros por segundo, o que é suficiente para deslizar as pedras sobre a água antes dela congelar totalmente. Dessa maneira, seria necessário apenas 50 pessoas para deslizar as pedras, enquanto o transporte pelo solo comum pediria o esforço de 1,5 mil trabalhadores.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.